Com show de Andrey Santos, Brasil vence a Argentina e se classifica para o hexagonal do Sul-Americano Sub-20


O Brasil venceu a Argentina pela terceira rodada do Sul-Americano Sub-20, por 3 a 1. Desde o início do clássico, a Seleção Brasileira apresentou consistência, sufocou o adversário e foi muito superior durante os 90 minutos. Destaque para o capitão Andrey Santos, que deu um show em campo e marcou um gol. Guilherme Biro e Vitor Roque, de pênalti, completaram o placar. Gonzalez fez o gol argentino.

Com a vitória sobre a Argentina, o Brasil está classificado para o hexagonal. Mas antes, a Seleção vai encarar a Colômbia nesta quarta-feira, às 21h30 e, na sequência, o Paraguai na sexta-feira, também às 21h30.

INÍCIO AVASSALADOR
Logo no começo da partida, o Brasil abriu o placar em linda jogada de Marlon Gomes. Após arremesso lateral para dentro da área da Argentina, o meia chutou cruzado. O goleiro argentino espalmou e a bola sobrou nos pés de Guilherme Biro, que chutou forte para o fundo da rede.

+ Futuro goleiro do Flamengo acerta com time de Cristiano Ronaldo, Vasco tem interesse em zagueiro… o Dia do Mercado!

JOGO DISPUTADO
Com o placar favorável, o Brasil ficou confortável em campo no primeiro tempo. Os argentinos ficaram pilhados e pelo menos duas confusões foram geradas. No total, três cartões amarelos foram distribuídos na etapa inicial.

PERDEU
A Argentina teve a chance de empatar a partida. Isso porque o Brasil bobeou e o goleiro Mycael acabou comentendo um pênalti. Só que o camisa 1 se redmiu e defendeu a cobrança do atacante Infantino.

BRILHA A ESTRELA DO CAPITÃO
Andrey Santos foi um dos principais destaques do Brasil na classificação em cima da Argentina. Polivalente, esteve presente no campo inteiro e, como de costume, jogou correndo em direção ao gol adversário. Inclusive, foi recompensando ao balançar as redes para ampliar o placar.

Argentina x Brasil Marlon Gomes
Argentina x Brasil Marlon Gomes

Vigor de Marlon Gomes também impressionou na vitória sobre a Argentina (Rafael Ribeiro/CBF)

SEGUNDO TEMPO MORNO
Durante maior parte do segundo tempo, o Brasil ficou cozinhando o jogo e administrando o resultado. A Argentina tentou arriscar de todas as formas, que foram insuficientes. Vale destacar que Marlon Gomes mostrou extremo vigor e preparo.

FINAL QUENTE
No final do clássico, a zaga da Argentina se atrapalhou. A bola sobrou em Vitor Roque, que foi derrubado na área. O camisa 9 do Brasil pegou a bola, cobrou e ampliou o placar. Em seguida, numa cobrança de falta, González desviou de cabeça e descontou para os argentinos.