Com reverência a Roberto Dinamite, Vasco bate Osasco Audax e termina fase de grupos da Copinha com 100%

Victão comemora gol e depois pega a camisa temática para Roberto Dinamite (Reprodução / GE)


O jogo não chegou a ser um primor de qualidade técnica. Mas o Vasco, atuando com uma equipe mista, encerrou sua participação no Grupo 29 da Copa São Paulo de Futebol Júnior com 100% de aproveitamento. Coube a Victão definir a vitória por 1 a 0 sobre o Osasco Audax, em partida disputada na raça no gramado encharcado do Estádio Municipal Prefeito José Liberatti.

Os três pontos renderam uma celebração em campo para Roberto Dinamite, maior ídolo do clube e que morreu no último domingo (8), aos 68 anos. O resultado deixou o Vasco na liderança do grupo. Com isso, os comandados de William Batista enfrentarão o Ibrachina, que foi segundo colocado do Grupo 30.

CHANCES EM JOGO PICOTADO

Escalado com uma equipe mista, o Vasco suou para engrenar em jogo com gramado encharcado. Após um início picotado por divididas ríspidas e muitas faltas, a equipe de William Batista encontrou chances.

Barros abriu caminho para Paixão e obrigou Davi Natã a se esticar para salvar. Paixão e Ray tentaram manter o ímpeto, mas não tiveram sucesso. Até que Caio Dantas abriu caminho e bateu da meia-lua com veneno. A bola quicou duas vezes até carimbar a trave.

PERIGO DAQUI E DALI

O Osasco Audax, aos poucos, aproveitou espaços no ataque para avançar. Uma cobrança de lateral assustou os cruz-maltinos. O zagueiro vascaíno Lyncon desviou e quase marcou contra. O lance empolgou os donos da casa, que viram Diogo Tiba encher o pé e obrigar o goleiro Pablo a se defender. Marquinhos tentou aproveitar a sobra, mas o camisa 12 rechaçou com um soco.

O Vasco apostou em contra-ataques, mas teve sua melhor chance na reta final. Em falta cobrada por Julião, Caio Dantas tentou desviar. Na pequena área, Paixão bateu com força e obrigou Davi Natã a espalmar. O camisa 18 arriscou nova finalização, só que mandou para fora.

PABLO SE DESDOBRA

Os cruz-maltinos ensaiaram um retorno de intervalo forte. Entretanto, o Audax foi se ajustando e levou calafrios para a defesa do Vasco. Diogo Tiba mandou um chute traiçoeiro e Pablo espalmou. Em seguida, Dudu surgiu livre pela esquerda e finalizou duas vezes, mas viu o camisa 12 se esticar para salvar.

VASCO CHEGA À VITÓRIA E HOMENAGEIA DINAMITE

Os vascaínos mantinham a partida aberta, apostando em bolas alçadas para a área. Paixão, Rayan e Lincoln cabecearam por cima do travessão.

E foi por via aérea que o Cruz-Maltino abriu o placar. Julião cobrou falta e Roger cabeceou. Victão surgiu livre entre os zagueiros e, com oportunismo, concluiu para a rede.

Na comemoração, Victão segurou uma camisa escrita "Dinamite, o maior de todos", em homenagem ao ídolo. Na arquibancada, os vascaínos entoaram "ah, é Dinamite!".

O Audax ensaiou uma reação, mas esbarrava na ansiedade ao atacar e pecava nos lançamentos. Sua chance mais clara aconteceu quando Guilherme Jesus finalizou e Pablo salvou. Aos poucos, o Cruz-Maltino cadenciou o jogo e assegurou a vitória.


FICHA TÉCNICA

OSASCO AUDAX 0x1 VASCO

Data-Hora:
10 de janeiro de 2023, às 19h30
Estádio: Municipal Prefeito José Liberatti
Árbitro: Marcio Mattos dos Santos
Assistentes: Fausto Augusto Vianna Moretti e Maguinilson de Oliveira Silva

Cartões amarelos: Lucas Eduardo, Paixão, Julião (VAS)

Gol: Victão, 23/2T (0-1)

AUDAX-SP (Técnico: Marcelo Marelli)

Davi Natã; Kauã Borges (Bahia, 27/2T), Yuri, Rafael e Varoli (João Vitor, 34/1T); André, Diogo Rodrigo (Denilson, 27/2T), Diogo Tiba (Marcos, 19/2T) e Igor Alves (Guilherme Jesus, 27/2T); Dudu (Marcos, 27/2T) e Gustavo.

VASCO (Técnico: William Batista)

Pablo; Matheus (Victão, 14/2T) , Lyncon, Roger e Julião; Lucas Eduardo (JP, intervalo), Barros (Pereira, 45/2T), Ray (Marlon Santos, 33/2T) e Caio Dantas (Ykaro, intervalo); Rayan e Paixão (André, 33/2T).