Com reservas, Santos bate Ituano e vence a primeira pelo Paulista

·3 minuto de leitura
SANTOS, SP, 13.03.2021 – SANTOS-ITUANO: Vinicius Balieiro, do Santos, comemora seu gol com companheiros - Partida entre Santos e Ituano, válida pela 4ª rodada do Campeonato Paulista 2021, realizada no estádio Vila Belmiro, na Baixada Santista, na noite deste sábado (13). (Foto: Duda Bairros/Agif/Folhapress)
SANTOS, SP, 13.03.2021 – SANTOS-ITUANO: Vinicius Balieiro, do Santos, comemora seu gol com companheiros - Partida entre Santos e Ituano, válida pela 4ª rodada do Campeonato Paulista 2021, realizada no estádio Vila Belmiro, na Baixada Santista, na noite deste sábado (13). (Foto: Duda Bairros/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com uma formação recheada de reservas, o Santos conquistou neste sábado (13) sua primeira vitória no Campeonato Paulista, diante do Ituano, por 2 a 1, em duelo pela quarta rodada, disputado na Vila Belmiro.

O técnico Ariel Holan optou por preservas alguns dos principais jogadores santistas no Estadual devido à proximidade do jogo de volta com o Deportivo Lara (VEN) pela primeira fase da Libertadores, na terça-feira (16), em Caracas, na Venezuela --no confronto de ida, os brasileiros venceram por 2 a 1.

Em um duelo aberto, com várias oportunidades de gol para os dois lados, Lucas Braga e Vinícius Balieiro fizeram os gols do time santista, enquanto Branquinho descontou para a equipe de Itu, derrotada pela primeira vez na competição após duas vitórias e um empate.

Goleado pelo São Paulo na última rodada, por 4 a 0, o Santos acumulava ainda dois empates, contra Santo André (2 a 2) e Ferroviária (1 a 1) até conquistar o primeiro triunfo no Estadual.

O próximo adversário santista no campeonato será a Ponte Preta. A partida, porém, ainda não tem data, nem local para ocorrer. Isso porque, a partir desta segunda-feira (15), o Campeonato Paulista assim como todas as atividades esportivas serão paralisadas em São Paulo, como parte novo pacote de medidas do governo estadual para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

A suspensão será mantida até o dia 30, quando uma avaliação será feita. Até lá, o governador João Doria liberou apenas os treinamentos dos clubes. A FPF (Federação Paulista de Futebol) estuda a possibilidade de realizar partidas do Paulista fora do estado. Uma reunião sobre o tema será realizada nesta segunda.

Enquanto aguarda a definição sobre o Estadual, o Santos teve uma boa notícia já pensando no duelo com o Lara. Diante do Ituano, o lateral Pará voltou a ficar à disposição de Holan, depois de cumprir isolamento após ter recebido diagnóstico de Covid-19.

Ele entrou em campo já no segundo tempo para ganhar ritmo de jogo. Quando ele entrou, aos 15 da etapa final, o time alvinegro já vencia a partida. Lucas Braga havia aberto o placar, aos 13 do primeiro tempo, Branquinho empatou depois, aos 15, mas Balieiro deixou os santistas novamente à frente aos 32.

Depois do intervalo, o Santos diminuiu o ritmo, mas continuou com mais posse de bola, enquanto a equipe de Itu não conseguiu mais levar perigo ao gol de John.

SANTOS

John, Balieiro, Kaiky, Luan Peres, Felipe Jonatan (Alex, aos 21'/2T), Sandry (Alison, intervalo), Jean Mota (Pará, aos 15'/2T), Pirani, Lucas Braga, Marcos Leonardo (Bruno Marques, aos 21'/2T) e Ângelo (Soteldo, aos 7'/2T). Técnico: Ariel Holan.

ITUANO

Edson; Jeferson, Léo Santos, Suéliton e Breno Lopes; Tárik (Bruno Lima, aos 35'/2T), Fillipe Soutto e Fernando Medeiros (Roni, aos 15/'2T); Branquinho (Fernandinho, aos 14'/2T), Iago (Kadu Barone, aos 35'/2T) e Bruno Lopes (Victor Rangel, aos 30'/2T). Técnico: Vinícius Bergantin.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2x1 ITUANO

Competição: Campeonato Paulista - 4ª rodada

Data: 13/03/2021 (sábado)

Horário: 19h (de Brasília)

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Salim Fende Chavez

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Bruno Silva de Jesus

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Cartões amarelos: Marcos Leonardo, Soteldo e Pará (SAN)

Gols: Lucas Braga, do Santos, aos 13 minutos do primeiro tempo, Branquinho, do Ituano, aos 15 minutos do primeiro tempo, e Balieiro, do Santos, aos 32 minutos do primeiro tempo.