Com raça e futebol, São Paulo ganha bem do Corinthians

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Calleri comemora o gol do São Paulo, na vitória sobre o Corinthians. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O São Paulo bateu o Corinthians por 1 a 0 e chegou a oito clássicos sem perder para o rival, desde 2017. De lá para cá, o SP venceu cinco e houve três empates. O resultado fez o SP subir três posições, do 15º para o 12º lugar, com 34 pontos em 27 jogos. O Corinthians segue na sexta colocação com 40 pontos em 27 partidas. 

O confronto foi mais justo para o tricolor, com o SP dominando grande parte do confronto. Rogério Ceni manteve o esquema com apenas um volante e viu o SP controlando o meio-campo com bons desempenhos de Gabriel Sara e Igor Gomes, o melhor em campo. Os primeiros 15 minutos foram contundentes com o gol de Calleri e o gol mal anulado de Luciano, na visão do blog

O Corinthians entrou com Adson e Mosquito ficou no banco, numa escolha equivocada de Sylvinho. O treinador demorou para colocar Mosquito e viu o Corinthians perder o meio-campo. Quando o atacante e Jô entraram nas vagas de Adson e Cantillo, o Corinthians cresceu e incomodou o SP, obrigando Volpi a fazer boas defesas. Ainda assim, foi o SP que quase marcou o segundo gol, com Luciano acertando a trave de Cássio. 

Em linhas gerais, o SP jogou bem mais que o Corinthians e teve muita raça também, algo que havia perdido com Crespo. A letargia foi substituída pelo empenho e dedicação, com Orejuela, Benítez e Reinaldo mostrando bastante comprometimento. O SP melhorou coletivamente e individualmente, enquanto o Corinthians não competiu como esperado. 

No duelo dos treinadores, Rogério Ceni superou Sylvinho com sobras, trazendo tranquilidade ao Morumbi. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos