Com projeto piloto de imunização, Serrana (SP) tem 21,8% da população vacinada

·1 minuto de leitura
Residents line up to receive the Coronavac vaccine against COVID-19, in Serrana, about 323 km from Sao Paulo, Brazil, on February 17, 2021. - A small town in the interior of the Brazilian state of Sao Paulo began vaccinating its entire adult population on Wednesday as part of an unprecedented clinical study to analyse the impact of immunisation in controlling the Covid-19 pandemic. (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
No dia 17 de fevereiro, começou em Serrana a campanha para vacinação em massa da população, promovida pelo Instituto Butantan (Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images)

A cidade de Serrana, em São Paulo, faz parte de um estudo do Instituto Butantan para avaliar a eficácia da CoronaVac para frear a transmissão do vírus. Por isso, a população do município está sendo vacinada em massa. Na primeira semana, 21,8% dos cidadãos já receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19.

Até o último domino, 21, 6.554 pessoas receberam o imunizante do Butantan. A cidade foi dividida em regiões e a primeira a receber as vacinas foi a verde, com vacinação entre 17 e 21 de fevereiro. Entre os que deveriam ter recebido a primeira dose, 92% foram vacinados.

Leia também

Os 517 moradores da região designada que não tomaram a vacina não farão mais parte do estudo e vão receber o imunizando segundo o cronograma do plano estadual de vacinação.

A próxima fase do estudo acontecerá entre os dias 24 e 28 de fevereiro, quando os moradores da região amarela serão imunizados. As etapas seguintes acontecem entre 3 e 7 de março, na região cinza e, depois, entre 10 e 14 de março, na região azul.

Os moradores de Serrana receberão a segunda dose da CoronaVac entre 21 e 30 dias após a primeira.

Estão fora do Projeto S, estudo do Butantan, pessoas com menos de 18 anos, grávidas e lactantes. Os resultados da pesquisa devem começar a ser divulgados em maio.