Com pouca margem de erro, Fluminense faz as contas e não pode repetir turno se quiser Libertadores

·3 min de leitura


O Fluminense tem uma sequência complicada pela frente no momento decisivo da temporada e precisará superar o próprio histórico se quiser voltar à Libertadores no ano que vem. Com nove "finais" no Campeonato Brasileiro, o Tricolor viveu nesta parte do primeiro turno sua fase mais complicada, com muitos jogos e atuações ruins. Atualmente com 39 pontos, o Flu precisaria somar pelo menos mais 20 para chegar à média dos últimos sextos colocados.

Até o momento, a equipe de Marcão fez no returno os mesmos 14 pontos que havia feito na primeira parte do campeonato. Entretanto, nas nove partidas seguintes o time conquistou 11 dos 27 pontos disputados. Caso isso se repita, dificilmente o time terminará entre os seis primeiros, que tem média de 58,8 pontos conquistados nos últimos cinco anos. Com o aumento do número de vagas, a projeção com a média dos últimos sétimos colocados é de 56,6, enquanto dos oitavos fica em 54 e a dos nonos em 52,8.

Veja a tabela do Brasileirão

​É importante lembrar que as vagas para a Libertadores ainda podem aumentar além das seis normais, já que apenas brasileiros decidem a principal competição continental (Palmeiras x Flamengo) e a Sul-Americana (Athletico-PR x Red Bull Bragantino). Além disso, Atlético-MG, líder do Brasileirão, e Athletico, atual 14º colocado, fazem a final da Copa do Brasil. Caso os campeões estejam na zona de classificação, pode se tornar até G9.

Em 2020/21, por exemplo, o Grêmio ficou em sexto com 59 pontos. O sétimo, Palmeiras, tinha 58, o oitavo, Santos, 54, e o Athletico-PR, em nono, somou 53. Em 2019, o sexto colocado foi o São Paulo, com 63 pontos, seguido por Internacional, com 57, Corinthians, com 56, e Fortaleza, com 53. Já em 2018, o Atlético-MG fechou o G6 com 59 pontos, acompanhado por Athletico-PR com 57, Cruzeiro com 53 e Botafogo com 51.

Em 2017 foi o Flamengo quem terminou na sexta posição, com 56. O Vasco foi o sétimo, com 56, a Chapecoense a oitava, com 54, e o Atlético-MG o nono, com 54. Fechando o levantamento dos últimos cinco campeonatos, em 2016 o Athletico-PR ficou em sexto, com 57 pontos, seguido por Corinthians, com 55, Ponte Preta, com 53, mesmo número do Grêmio, nono colocado.

+ Lembra todos? Fluminense usou 25 jogadores da base na temporada; veja quem são e os tempos de contrato

As decisões do Fluminense até o fim do Brasileirão começam neste sábado contra o Sport, às 21h, no Maracanã. Na terça-feira, o Tricolor vai até Porto Alegre enfrentar o Grêmio, às 21h30. No domingo, dia 14, será a vez de receber o Palmeiras às 18h15.

No dia 17, quarta, o time de Marcão visita o Juventude às 20h30 e depois tem duas partidas no Rio de Janeiro, a primeira contra o América-MG dia 21, às 16h, e a segunda diante do Internacional, ainda sem data e horários definidos. A temporada se encerra contra o Atlético-MG em Belo Horizonte e a Chapecoense no Rio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos