Com PIX, Brasil é o 8º país a ter mais transações em tempo real

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
BRAZIL - 2020/10/09: In this photo illustration the Pix powered by Banco Central logo seen displayed on a smartphone. (Photo Illustration by Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Pix foi lançado pelo Banco Central em novembro de 2020 (Fotoilustração por Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Transações em tempo real aumentaram no Brasil em 2020 e número chegou a 1,3 bilhão

  • Com lançamento do Pix, crescimento foi de 58% em relação a 2019

  • Agora país ocupa 8º lugar entre os que mais fazem esse tipo de transação no mundo

Com o lançamento do PIX, forma de pagamento instantânea criado pelo Branco Central, em novembro do ano passado, o Brasil ficou em 8º lugar entre os dez países que mais fazem transações bancárias em tempo real no mundo. Com isso, o país ultrapassou os Estados Unidos. As informações são do Valor.

Em 2020, a marca desse tipo de transação no Brasil foi de 1,3 bilhão, um aumento de 58% em relação a 2019, segundo relatório global da ACI Worldwide e GlobalData. No mundo, foram feitas 70,3 bilhões de operações no mundo no ano passado, um crescimento de 41%.

Os três primeiros colocados são: Índia (25,5 bilhões), China (15,7 bilhões) e Coreia do Sul (6 bilhões).

Previsões

Com expectativa de que esse movimento seja contínuo no mundo, a previsão é de que a taxa de crescimento anual para transações em tempo seja de 23,6% entre 2020 e 2025, na média global. No Brasil, a alta esperada é maior: de 25,3% no mesmo período.