Com pênalti perdido, Atlético-PR tropeça de novo no Estadual

Daniel Piva
Time não saiu do 1 a 1 e pode chegar na última rodada correndo riscos de ficar de fora da próxima fase do Estadual

Jogando novamente com o time reserva, o Atlético-PR decepcionou no Estadual. Na tarde deste sábado, o Furacão empatou por 1 a 1 com o Cianorte em plena Arena da Baixada. A atuação foi fraca, com direito a pênalti perdido, e irritou a torcida que compareceu ao estádio. Agora, o Furacão depende de resultados para se classificar já nesta rodada para a próxima fase do Campeonato Paranaense.

Com o resultado, o Atlético-PR chegou a marca de 12 pontos. Devido aos confrontos deste domingo, o Furacão terminará a rodada na 7ª colocação. Se Rio Branco, Toledo e Foz do Iguaçu perderem o time se garantirá na próxima fase. Caso algum deles conquiste um ponto pelo menos, a equipe atleticana dependerá da última rodada, quando enfrentará o líder Paraná, fora de casa, na quarta-feira.

O JOGO

Em um primeiro tempo de pouca criatividade, o Atlético esbarrou na marcação do Cianorte. Já no ataque, o time do interior criou chances perigosas. Na melhor delas, Pelézinho bateu cruzado e obrigou o goleiro Santos a espalmar para escanteio.

Já no segundo tempo, o Cianorte aproveitou um rápido contra-ataque com Xavier e abriu o placar na Arena da Baixada. Com a derrota parcial, a torcida presente demonstrou certa impaciência e vaiou o time em alguns momentos.

Com dificuldades para criar, o Atlético-PR precisou da ajuda do adversário para empatar. Aos 15 minutos, Luis Henrique cruzou rasteiro da esquerda, o lateral Davi Luis, do Cianorte, tentou cortar e jogou contra o próprio gol. 1 a 1.

O Furacão teve a grande chance de virar a partida aos 23, pois Davi Luis (o mesmo que fez o bizarro gol contra) derrubou Cleberson dentro da área. Pênalti. Na cobrança, o goleiro João Gabriel acertou o canto de Matheus Anjos, que bateu fraco, e defendeu. Assim, o placar foi mesmo de 1 a 1.














E MAIS: