Com novidades, Botafogo volta a treinar de forma presencial


Mãos à obra. Depois de pouco mais de três meses, o Botafogo voltou a treinar de forma presencial no Estádio Nilton Santos. A atividade, por conta da pandemia de coronavírus que assola o Brasil, foi um pouco diferente: com os membros da comissão técnica de máscara o tempo inteiro e cuidados com a saúde dos atletas.

Pelo tempo sem uma atividade sem contato físico - durante este período, os jogadores do Botafogo estavam em um regime de treinamentos em casa -, o primeiro treinamento pós-pandemia dado pelo comandante Paulo Autuori foi marcado por trabalhos leves.

Após o aquecimento, Autuori e a comissão técnica dividiram o elenco em diferentes grupos para realizar rodas de "bobinho". A intenção era colocar ritmo de marcação e dar dinâmica de passes rápidos aos atletas. Depois, o treinamento foi marcado por uma atividade em campo reduzido.

O treinamento foi marcado por novidades. O atacante Ênio, o meio-campista Vitinho, os volantes Romildo e Michel e o zagueiro Wesley, todos da equipe sub-20, treinaram com a equipe profissional. As equipes de categorias de base do Glorioso também devem retornar com as atividades nas próximas semanas.

O time principal teve três reforços. Um deles foi Matheus Babi, contratação que o Botafogo realizou durante a paralisação das competições. O atacante jogou a primeira parte do Campeonato Carioca no Macaé. Os outros dois foram Sousa, zagueiro, e Matheus Nascimento, atacante de 16 anos, que saíram dos times inferiores e foram integrados ao profissional.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também