Com nove meses de salário a receber, Victor Rangel tenta acerto amigável com Botafogo, mas não tem resposta

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


O Botafogo acumula problemas por gestões do passado. Apesar de estar em dia com o elenco da atual temporada, o Alvinegro ainda tem dívidas pendentes com os jogadores que defenderem o clube no ano passado. Este é o caso de Victor Rangel, contratado no decorrer de 2019, que não recebeu todos os salários e busca uma posição do Glorioso.

Ao todo, o atacante, atualmente no Santa Cruz, precisa receber - entre férias e 13º - um montante que equivale a nove meses de salários. Victor Rangel tentou falar com representantes do Botafogo em três oportunidades, mas nunca obteve uma resposta concreta.

O atacante, contudo, não pensa em colocar o caso na Justiça. Por ora. Por entender o momento complicado do clube, quer buscar um acordo amigável com a atual diretoria antes de tentar qualquer ação em instâncias maiores. O desejo de Victor é sentar, conversar e chegar um denominador comum para receber o valor.

Durante o tempo que defendeu o clube carioca, Victor Rangel viu de perto as dificuldades financeiras do Botafogo. No ano passado, vale lembrar, os jogadores do Alvinegro ficaram sem dar entrevistas coletivas e participar de campanhas de marketing por conta dos salários atrasados.

Em 2020, os jogadores e funcionários também conviveram com vencimentos atrasados. O clube, porém, conta atualmente com a ajuda do Sindeclubes, parceira do Alvinegro para desbloquear verbas de televisão e/ou patrocínios que estão penhoradas ou congeladas para assim, consequentemente, serem depositadas aos colaboradores.