Com negócio encaminhado, Flamengo terá que desembolsar multa de R$1 milhão por Rogério Ceni

Lazlo Dalfovo e Matheus Costa*
·1 minuto de leitura


O Flamengo abriu negociações para contratar o treinador Rogério Ceni, atual comandante do Fortaleza, após a demissão de Domènec Torrent. O brasileiro é o nome preferido pela diretoria rubro-negra e é encarado como unanimidade internamente.

Ídolo e tratado como um dos maiores treinadores da história do clube nordestino, Rogério Ceni colocou seu nome na história do Fortaleza em quatro anos. Mas assim como deixou a equipe em 2019 para uma rápida e polêmica passagem no Cruzeiro, o ex-jogador pode estar perto de deixar o clube novamente. O rumo, desta vez, seria o Flamengo.

As negociações já foram iniciadas entre as partes e um acordo pode estar próximo. Para isso, o Flamengo terá que desembolsar cerca de R$ 1 milhão para contar com os serviços do treinador, valor da multa rescisória do contrato estipulado, que se encerra no fim do Brasileiro.

Rogério Ceni comandou as atividades no clube nesta segunda-feira e embarcou junto a delegação para Salvador, onde o Fortaleza irá enfrentar o Bahia. Entretanto, a intenção da diretoria rubro-negra é acelerar os negócios nas próximas horas para chegar a um acordo.

Aos 47 anos, Rogério Ceni conquistou a Série B (2018, a Copa Nordeste (2019) e o Estadual em duas oportunidades (2019 e 2020).