Com muitos desfalques, Mano dá nova cara ao setor ofensivo do Cruzeiro

Mano Menezes tem uma dúvida: como armar o Cruzeiro para o jogo diante do Uberlândia? Sem Arrascaeta, convocado para a Seleção Uruguaia, Robinho e Henrique, lesionados, para a partida válida pela nona rodada do Campeonato Mineiro, o treinador cogita mudar a formação da equipe.

No treinamento desta quinta-feira (23), o treinador deu indícios do que pode fazer para o jogo da próxima segunda-feira (27). Ele escalou Ramón Ábila na função de Robinho, maestro do time.

Ramon Abila Cruzeiro Training


(Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Com a entrada do argentino, Rafael Sóbis foi recuado para o meio de campo. Ele tem a missão de criar as jogadas na lacuna deixada por Giorgian De Arrascaeta. O camisa 7, artilheiro da Raposa em 2017, atua logo atrás do homem-gol.

Thiago Neves foi deslocado para a ponta direita, enquanto Alisson foi escalado pelo técnico na ponta esquerda. O treino foi uma tentativa de dar entrosamento aos homens de frente. O time trocou passes e criou boas oportunidades com o novo quarteto ofensivo.

Rafinha Cruzeiro Chapecoense Primeira Liga 09022017


(Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Embora não tenha aparecido entre as opções da comissão técnica no treino desta quinta, Rafinha garante que pode substituir Robinho no duelo contra o Uberlândia na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), no Parque do Sabiá.

"Difícil mudar um esquema depois de vários jogos dando certo. Os jogadores de fora tem que se espelhar nos jogadores em campo. É difícil alterar um esquema que dá vitórias. Os jogadores que estão de fora tem que se adequar, para que mude só o nome do jogador dentro de campo", disse.

O meia-atacante enxerga diferenças entre ele e o maestro do time. Mas garante que pode executar a função nos próximos compromissos da Raposa:

"O Robinho é um jogador mais técnico, que procura armar o jogo. Eu tenho mais velocidade, e o Robinho é mais armador. Eu faço essa função se precisar, mas tem o Thiago Neves que também gosta de voltar para armar. A gente pode alternar, Thiago volta e eu fico mais aberto", concluiu.