Com luta marcada no Bellator, Cris 'Cyborg' pede por vaga em GP no Japão

No próximo dia 25, Cris ‘Cyborg’ vai iniciar sua trajetória no Bellator. Após uma passagem de sucesso e algumas polêmicas no UFC, a brasileira vai enfrentar Julia Budd, atual campeã do peso-pena (66 kg) da organização, na luta principal da edição 238 do show, em Inglewood, na Califórnia (EUA). Antes desta disputa, a atleta pregou respeito à adversária e revelou o sonho de poder participar de um GP da categoria no Japão.

Atualmente, o Bellator tem uma parceria com o Rizin e alguns lutadores da liga participam de GPs do evento asiático – ocasião em que os atletas precisam fazer dois combates na mesma noite para ficarem com o título. O último deles aconteceu em dezembro de 2019, inclusive com a participação do brasileiro Patricky ‘Pitbull’, no peso-leve (70 kg).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Meu primeiro foco é a Julia. Mas se eu tivesse a oportunidade, acho que um sonho que tenho é fazer um GP. Acho que agora estando no Bellator, o Scott (Coker) estaria aberto a isso, de eu poder fazer mais de uma luta por noite”, disse a veterana, antes de confirmar sua empolgação para já debutar na franquia lutando pelo título.

“Acho que ela é uma grande lutadora. É a atual campeã dos penas e está neste posto há muito tempo, inclusive invicta há oito anos. Vai ser um grande desafio para mim. Mas eu sempre gosto de me desafiar quando tenho a oportunidade. Por isso foi importante assinar com o Bellator”, completou.

Cris ‘Cyborg’ recentemente foi campeã do peso-pena do UFC, até ser derrotada por Amanda Nunes, em dezembro de 2018. A sua última apresentação foi em triunfo sobre Felicia Spencer, ainda no Ultimate, em julho de 2019.

Leia também