Com lesões, Uruguai convoca 3 jogadores que atuam no país para enfrentar Colômbia e Brasil

·1 minuto de leitura
O técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, antes da partida contra o Chile pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022 em 8 de outubro de 2020 em Montevidéu
O técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, antes da partida contra o Chile pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022 em 8 de outubro de 2020 em Montevidéu

Três jogadores locais viajaram para Barranquilla nesta terça-feira para se juntar à seleção uruguaia para a rodada dupla das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022, na qual vai enfrentar Colômbia e Brasil, após sofrer várias perdas de peças importantes devido a lesões.

Federico Valverde (Real Madrid), Maximiliano Gómez (Valência), Sebastián Coates (Sporting de Lisboa) e Martín Silva (Libertad do Paraguai) não poderão disputar as partidas da Celeste na sexta-feira em Barranquilla e na próxima terça-feira contra a seleção brasileira em Montevidéu.

Os quatro jogadores, que integravam a lista de convocados da Federação Uruguaia de Futebol (AUF), sofreram lesões nas últimas partidas com seus times.

Por não conseguir mais cumprir os prazos necessários para convocar jogadores de times estrangeiros, a comissão técnica comandada por Oscar Tabárez teve que convocar jogadores que atuam no futebol uruguaio.

Os escolhidos são o goleiro Yonatan Irrazábal, de 32 anos, e o zagueiro Alexis Rolín, de 31 anos, ambos do Rentistas, e o meia de 23 anos, Gabriel Neves, do Nacional. Todos já fizeram parte de seleções juvenis, mas é a primeira vez que são convocados para a equipe principal.

Os jogadores deixaram Montevidéu na tarde desta terça-feira e chegarão a Barranquilla na quarta-feira ao meio-dia (horário da Colômbia).

O técnico uruguaio Óscar Tabárez comentou os desfalques em sua seleção: "Estamos mais prejudicados. (Na Colômbia) eles têm a lesão de Falcao, mas (...) ele não foi titular em nenhuma das partidas e entrou no final delas", disse o treinador em entrevista coletiva virtual.

"Há outros lesionados para este jogo. São circunstâncias que ocorrem no futebol e que nos atingiram mais do que a outras seleções", acrescentou ele.

gv/ma/aam