Com 'Lei do Ex', Palmeiras bate o Athletico-PR e volta a vencer pelo Brasileirão

·4 minuto de leitura


Após quatro partidas sem vitórias pelo Brasileirão, o Palmeiras voltou a triunfar pela competição nacional, na noite deste sábado (28), ao bater o Athletico-PR, no Allianz Parque, por 2 a 1, pela 18ª rodada do campeonato.

Ex-jogador do Furacão, o atacante Rony, que havia saído do banco de reservas no início do segundo tempo, marcou o gol da vitória. Antes, o Alviverde havia aberto o placar com o zagueiro Luan, no primeiro tempo, e sofrido o empate no início da etapa final, com gol marcado pelo atacante Bissoli.

FURACÃO COMEÇA MELHOR

Mesmo jogando fora de casa, o Athletico-PR começou melhor no jogo, principalmente com o uruguaio Terans, que nos primeiros seis minutos de jogo fez o goleiro Weverton trabalhar duas vezes. Aos 8 minutos, o atacante Bissoli também levou perigo a meta Alviverde.

PALMEIRAS ACORDA E ABRE O PLACAR

A primeira chegada interessante do Verdão foi aos 13 minutos de jogo, em uma cabeçada para fora de Dudu, após cruzamento de Danilo, seguido de um grande momento aos 17, onde o goleiro Santos, do Furacão, fez grande defesa após finalização de Raphael Veiga.

Crescendo, o Palmeiras não demorou muito para abriu o placar, o que aconteceu aos 22 minutos da etapa inicial, com o zagueiro Luan, subindo mais alto que a defensiva paraense e marcar o gol, após cobrança de escanteio de Raphael Veiga.

GOL ANIMA O PALMEIRAS

E o Verdão se animou com abertura do placar e por pouco não ampliou na sequência, em um chute de fora da área de Zé Rafael, que levou perigo.

O Palmeiras passou a apertar, principalmente com situações de gols criadas pelo atacante Willian. E ainda teve um gol anulado de Danilo, que escorou no segundo pau a bola para o fundo das redes, após cobrança de escanteio, mas estava a frente do penúltimo defensor.

FURACÃO TAMBÉM TEVE GOL IMPEDIDO

Ainda que tenha diminuído o ímpeto após ter sofrido o gol, o Athletico também teve um gol anulado na movimentada etapa inicial, com Bissoli. No entanto, no início do lance a arbitragem entendeu que o meia uruguaio Terans, que participou do lance, teria dominado a bola com o braço.

PALMEIRAS VOLTA ACESO

Da mesma forma que agiu após abrir o placar, o Palmeiras voltou para o segundo tempo, de maneira elétrica. Aos 8 minutos Raphael Veiga deu trabalho para o goleiro do Furacão, Santos, que fez boa defesa. Mas, aos poucos, as ações ofensivas do Palestra foram diminuindo e o Athletico foi crescendo.

MAS QUEM EMPATA É O ATHLETICO

E aos poucos voltando a tomar as ações no jogo, o Athletico acabou empatando com Bissoli, aos 21 minutos do segundo tempo, que acertou uma bomba de fora da área, após assistência de Terans.

BANCO SALVA O PALMEIRAS

Pouco antes de sofrer o gol de empate, o técnico Abel Ferreira havia promovido três substituições no Palmeiras, e entre elas colocou o atacante Rony, ex-atleta do clube paranaense, em campo, Breno Lopes e Deyverson também entraram.

E foi justamente em uma jogada do trio que o Palmeiras garantiu o resultado, com Breno iniciando a jogada pelo lado direito, acionando Deyverson, que serviu Rony, que tocou no canto esquerdo do goleiro Santos.

REENCONTRO COM AS VITÓRIAS

Com o triunfo sobre o Furacão, o Palmeiras voltou a vencer após quatro partidas pelo Brasileirão. Antes, o Verdão havia empatado contra o São Paulo e perdido os três últimos compromisso, contra Fortaleza, Atlético-MG e Cuiabá.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X ATHLETICO-PR - 18ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO


Data e horário: 28 de agosto de 2021, às 21h
Local: Allianz Parque, Sâo Paulo (SP)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes:
Árbitro de vídeo:
Cartões amarelos: Zé Rafae e Felipe Melol (Palmeiras)
Cartão vermelho: -

GOLS: 1-0 Luan (22'/1T); 1-1 Bissoli (21'/2T); 2-1 Rony (26'/2T)

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Danilo, Zé Rafael (Felipe Melo, 40'/2T) e Raphael Veiga (Rony, 18'/2T); Dudu (Patrick de Paula, 40'/2T), William (Deyverson, 18'/2T) e Gabriel Veron (Breno Lopes, 18'/2T). Técnico: Abel Ferreira.

ATHLETICO-PR

Santos; Marcinho, Pedro Henrique, José Ivaldo e Abner; Richard (Erick, 27'/2T), Crhistian (Carlos Eduardo, intervalo), Léo Cittadini e Jader (Pedro Rocha, 18'/2T); Terans e Bissoli (Renato Kayzer, 27'/2T). Técnico: Antonio Oliveira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos