Com hat-trick de Messi, Argentina goleia Bolívia (3-0) pelas Eliminatórias

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Lionel Messi vibra durante a comemoração após a vitória da Argentina sobre a Bolívia na partida das eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar-2022, no Estádio Monumental de Buenos Aires, em 9 de setembro de 2021 (AFP/Juan Ignacio RONCORONI)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Com três gols de Lionel Messi, a Argentina venceu a Bolívia por 3 a 0 em Buenos Aires na noite desta quinta-feira, em partida da décima rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022.

Quase 25 mil torcedores compareceram ao estádio Monumental na volta do público após um ano de ausência devido à pandemia e aplaudiram euforicamente o ídolo, que superou o recorde de Pelé (77 gols) como o maior artilheiro por seleções sul-americanas.

Messi marcou o primeiro aos 14 minutos, com um toque de magia, ao passar a bola por entre as pernas do zagueiro Luis Haquin e disparar a bomba de pé esquerdo no canto, sem chances para o goleiro Carlos Lampe.

O segundo foi um 'passe para o fundo da rede' aos 64 e no fim da partida aproveitou uma rebatida de Lampe e marcou o terceiro e 79º com a camisa albiceleste. Uma festa completa.

"Esperei muito por isso", disse o astro em meio às lágrimas no final da partida que marcou o reencontro com sua torcida depois de ter conquistado a Copa América diante do Brasil em julho passado, no Maracanã.

"Agora é desfrutar. É um momento único depois de tanto esperar, estou muito feliz", disse ele ao encerrar a breve entrevista.

A Argentina, com 18 pontos, segue atrás do líder Brasil (21), enquanto a Bolívia com 6 pontos já começa a se despedir da possibilidade de se classificar para uma Copa do Mundo, da qual não participa desde a dos Estados Unidos em 1994.

--- Ficha técnica:

Estádio: Monumental (Buenos Aires)

Árbitro: Kevin Ortega (PER)

Gols:

Argentina: Lionel Messi (14, 64, 88)

Cartões amarelos:

Bolívia: Haquin (23), Villarroel (31), Vaca (79)

- Escalações:

Argentina: Juan Musso - Nahuel Molina, Germán Pezzela, Nicolás Otamendi (Lucas Martinez Quarta, 82), Marcos Acuña - Leandro Paredes, Rodrigo De Paul (Exequiel Palacios 82), Alejandro Gomez (Joaquin Correa, 62) - Lionel Messi, Ángel Di María (Nicolás González, 71), Lautaro Martínez (Ángel Correa, 71). Técnico: Lionel Scaloni.

Bolívia: Carlos Lampe - Jairo Quinteros, Jesus Sagredo (Gabriel Villamil, 77), Luis Haquin, Adrián Jusino, Leonel Justiniano - Marcelo Martins, Moisés Villarroel (Ramiro Vaca, 46) - Henry Vaca Urquisa (Carmelo Algarañaz, 68), Erwin Saavedra (Roberto Fernández 68), José Manuel Sagredo. Técnico: César Farías.

bds/ma/dm/ma/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos