Com hat-trick de Messi, Argentina atropela a Bolívia e mantém invencibilidade nas Eliminatórias

·3 minuto de leitura


Após a suspensão do jogo contra a Seleção Brasileira, no último domingo, na Neo Química Arena, em São Paulo, a Argentina voltou a campo pelas Eliminatórias da Copa de 2022, porém desta vez em casa, no estádio Monumental de Núnez. Com a retorno da torcida, que chegou a preencher boa parte das arquibancadas, Messi, o cara do jogo, não decepcionou seus fãs. Autor de todos os gols, o craque praticamente brilhou na noite desta quinta-feira garantindo a vitória por 3 a 0 para a Albiceleste.

Com o resultado, os comandados de Lionel Scaloni chegaram aos 18 pontos, mantendo-se na vice-liderança. Por outro lado, o time treinado por César Farias, por conta do revés, acabou ficando na 9ª posição com seus 6 pontos somados até então.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

ARGENTINA ABRE O PLACAR NO INÍCIO

Fazendo valer o mando de campo, principalmente com a volta da torcida nas arquibancadas, a Argentina não queria fazer feio no duelo contra a Bolívia. Sendo assim, iniciou o confronto impondo pressão ao adversário que, por sua vez, pouco conseguiu tocar na bola.

Com o tempo passando, aos 13 minutos, depois de uma certa insistência, a Albiceleste abriu a contagem com ele, Lionel Messi. E foi um golaço do craque. Após receber passe fora da área, o camisa 10 saiu da marcação dando uma caneta e acertou o ângulo do goleiro Carlos Lampe.

MANDANTES SEGUIAM COM O MESMO RITMO

Com o gol marcado, os argentinos não estavam dispostos a ficar em vantagem apenas com o placar mínimo. Até os acréscimos, apesar das inúmeras chances criadas por Messi e Lautaro Martínez, os bolivianos, que só chegaram um vez com Henry Vaca, mas que acabou chutando a bola por cima do travessão de Musso, se livraram de sofrer uma goleada ainda na etapa inicial.

QUEM PARAVA O CARA?

Empolgado pelo tento marcado, Messi praticamente não dava sossegado ao time comandado por César Farias. Com o tempo passando na segunda etapa, além da pouca efetividade nas mudanças promovidas pelo treinador rival, o craque o PSG insistia por todos os lados do campo se livrando da marcação quando podia, até que aos 18 minutos, balançou as redes novamente. Após tabela com Lautaro, recebeu na frente para finalizar, mas acabou tendo seu chute prensado na primeira tentativa, conseguindo pegar o rebote, batendo o recorde de Pelé (com 77 gols com a camisa do Brasil em jogos oficiais), chegando fazendo o 78º de sua carreira com a camisa da Argentina.

E não parou por ai! Já na reta final de jogo, com a seleção visitante praticamente entregue em campo, sem conseguir criar jogadas de efeito, Lionel não perdoou. Aos 42 minutos, confirmado pelo VAR, o atacante deu números finais ao jogo, chegando ao 79º tento e, de quebra, mantendo a invencibilidade da seleção no torneio da CONMEBOL.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 3x0 BOLÍVIA

Data e horário: 09/09/2021, às 20h30 (de Brasília)
​Local: Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires (ARG)
Árbitro: Kevin Ortega (PER)
Assistentes: Michael Orué (PER) e Coty Carrera (PER)
VAR:

Cartões Amarelos: Villarroel, 30'/1ºT; Haquín, 24'/1ºT

Gols: Messi, 13'/1ºT (1-0); Messi, 18'/2ºT) (2-0); Messi, 42'/2ºT (3-0)


ARGENTINA: Musso; Molina, Pezzella, Otamendi (Martínez Quarta, aos 36'/2ºT), Acuña; De Paul (Palacios, aos 36'/2ºT), Paredes, Di María (Nicolás González, aos 25'/2ºT), Messi e Papu Gómez (Joaquín Correa, aos 16'/2ºT); Lautaro Martínez (Ángel Correa, aos 25'/2ºT).
(Técnico: Lionel Scaloni)

BOLÍVIA: Lampe; José Sagredo, Quinteros, Haquín, Jusino (Roberto Fernández, aos 22'/2ºT e Jesus Sagredo; Justiniano, Villaroreal (Ramiro Vaca, no intervalo) e Saavedra (Algarañaz, aos 22'/2ºT); Henry Vaca Marcelo Moreno.
(Técnico: César Farias)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos