Com golaços de Mbappé, França vence a Polônia e avança na Copa do Mundo

Kylian Mbappé marcou dois gols na etapa final e decretou a vitória da França (Foto: GLYN KIRK / AFP)


Contando mais uma vez com o talento de Mbappé e companhia, a seleção da França confirmou o seu favoritismo e venceu, neste domingo, a Polônia por 3 a 1 no Estádio Al Thumama. Atuais campeões, os Bleus até sofreram alguns sustos na etapa inicial, mas tomaram conta da partida após abrir o placar. Os gols foram de Giroud e Mbappé (dois), que viram Robert Lewandowski descontar, de pênalti, já nos acréscimos da partida.

Agora, os Bleus estão nas quartas de final da Copa do Mundo e aguardam o vencedor do confronto entre Inglaterra e Senegal, que se enfrentam às 16h. Confira a tabela completa!

FRANÇA COM MAIS SORTE DO QUE JUÍZO

Os 15 minutos iniciais corresponderam às expectativas. A França logo ocupou o campo ofensivo e a bola chegou com frequência à área de Szczesny. Com a faixa central congestionada pelos poloneses, os caminhos foram pelas pontas, com Mbappé e Theo pela esquerda e Dembélé e Griezmann pela direita. Contudo, o o domínio não resultou em finalizações tão perigosas. E, então, a seleção da Polônia passou a equilibrar a partida.

O time de Didier Deschamps avançou a marcação em poucos momentos, deixando os meias rivais, como Krychowiak e Kaminski, sem serem pressionados até a intermediária.

A impressão ruim dos poloneses na primeira fase ficou para trás, pois o time de Czesław Michniewicz deu muito trabalho para Lloris. Aos 37, após bom lance de Bereszynski para cima de Koundé, que teve problemas na marcação, o gol só não saiu porque, quando Kaminski venceu o camisa 1, Varane apareceu em cima da linha para limpar a área.

DUPLA FUNCIONA E ABRE O PLACAR!

O primeiro tempo já se encaminhava para o fim em tom de equilíbrio - foram oito chutes para cada seleção após 45 minutos -, mas o talento acabou fazendo a diferença. Aos 43, Mbappé recebeu na entrada da área e, de primeira, deixou Giroud de frente para o gol. O paredão Szczesny até saiu bem, mas, desta vez, não conseguiu impedir o gol da França.

Antes disso, o camisa 1 polonês já havia feito quatro defesas importantes.

SEGUNDO FEITO À FEIÇÃO DA FRANÇA!

Na volta do intervalo, o cenário do jogo foi outro - e dentro daquilo que era esperado antes da partida. A posse de bola francesa cresceu a a Polônia não encontrou alternativas para criar novas chances de gol. Tendo que buscar o empate, a seleção ainda se expôs aos contra-ataques. Diante de um time com Mbappé e Dembélé, um situação desconfortável.

Foi em um desses contra-ataques, com a bola passando pelos pés de Giroud, Griezmann e Dembélé, a bola chegou a Mbappé. Já dentro da área polonesa e com a marcação distante, o camisa 10 soltou uma bomba e ampliou a vantagem aos 29 minutos, sem chances para Szczesny. Aos 46, mais um lance pela esquerda - desta vez de Thuram - e a bola chegou de novo em Mbappé. Com muita categoria, o camisa 10 pôs no ângulo: 3 a 0.

LEWANDOWSKI DESCONTA NO FIM!

No último lance do jogo, aos 59, coube a Robert Lewandowski cobrar o pênalti, deslocar Lloris e se despedir com o seu segundo gol em Copas do Mundo. O centroavante polonês perdeu a primeira cobrança, mas a arbitragem mandou repetir por conta da invasão da área. O pênalti foi marcado após revisão do VAR por conta de toque de mão de Upamecano.

FICHA TÉCNICA
FRANÇA 3X1 POLÔNIA

Estádio:
Al Thumama, em Doha (QAT)
Data e hora: 4 de novembro, às 12h (de Brasília)
Árbitro: Jesus Valenzuela (EQU)
Assistentes: Jorge Urrego (EQU) e Tulio Moreno (EQU)
Árbitro de vídeo: Juan Soto (EQU)
Público: 40.989 presentes

Gol: Giroud (1-0, 43'/1ºT). Mbappé (2-0, 29'/2ºT e 3-0, 46'/2ºT) e Lewandowski (3-1, 54'/2ºT)

Cartão amarelo: Tchouaméni (FRA); Bereszynski e Cash (POL)
Cartão vermelho: Não houve.

FRANÇA (Técnico: Didier Deschamps)

Hugo Lloris; Koundé (Disasi, 47'/2ºT), Varane, Upamecano e Theo Hernandez; Rabiot, Tchouaméni (Fofana, 21'/2ºT)e Griezmann; Dembélé (Coman, 31'/2ºT), Mbappé e Giroud (Thuram, 31'/2ºT).

POLÔNIA (Técnico: Czesław Michniewicz)


Szczesny; Cash, Glik, Kiwior (Bednarek, 42'/2ºT) e Bereszynski; Krychowiak (Bielik, 26'/2ºT), Kaminski (Zalewski, 26'/2ºT), Zielinski, Szymanski (Milik, 19'/2ºT) e Frankowski (Grosicki, 42'/2ºT); Lewandowski