Com gol de Magno Alves, Atlético-BA ganha do Bahia em Pituaçu na volta do Baianão

Futebol Latino
LANCE!


Através da experiência de um velho conhecido do torcedor brasileiro, o Atlético de Alagoinhas surpreendeu o Bahia jogando no Estádio de Pituaçu e venceu pelo placar de 1 a 0 em partida válida pela 8ª Rodada do Campeonato Baiano na volta da competição após a pausa forçada.

Com os três pontos, a equipe agora dirigida por Agnaldo Liz (ex-treinador da equipe de aspirantes do Vitória) entrou no G4 que vale vaga nas semi-finais ficando em terceiro lugar com 14 unidades logo atrás do próprio Bahia que, com o revés, viu a Jacuipense assumir a ponta com 15 pontos, porém com saldo de gols mais positivo.

BONITO LANCE!

O Bahia era quem especulava mais tempo com a bola nos pés e tinha a missão de furar o sistema defensivo até então bem postado do Atlético. Todavia, o primeiro momento de real perigo em Pituaçu surgiu na experiência e habilidade de Magno Alves driblando dois adversários e vendo a bola cair nos pés de Edilson. O camisa 10 bateu cruzado e, depois de um desvio, fez a pelota passar rente a trave esquerda do goleiro Mateus Claus já batido no lance.

DEMOROU, MAS DEU O TROCO

Em meio as dificuldades de sair da marcação adversária, foi na base do contra-ataque que o Esquadrão obteve sua oportunidade mais aguda aos 19 minutos na saída em disparada de Alesson para o campo de ataque. O camisa 7 limpou a marcação e tocou para Jadson que preferiu ajeitar para a perna esquerda e bateu rasteiro bola que passou perto do lado esquerdo do arqueiro Fábio Lima.

GRANDES (E DESPERDIÇADAS) CHANCES

Se o meia Marco Antônio conseguiu acertar a trave direita de Fábio Lima em batida de fora da área, o Bahia teve condições ainda mais claras de sair da etapa inicial na frente do placar quando a arbitragem marcou pênalti de Felipinho no mesmo Marco Antônio onde o lateral Zeca foi para a batida. Contudo, o lateral parou no goleiro do Atlético que, em batida a meia altura, se adiantou bastante ao saltar no canto direito. Apesar da irregularidade, a arbitragem não repetiu a batida.

MAGNATA NA ÁREA!


O apito para a etapa complementar soou e o Atlético de Alagoinhas rapidamente transformou o panorama de empate em vantagem através do faro de artilheiro de Magno Alves. Após a cobrança de escanteio vinda pelo lado direito, o desvio na primeira trave de Edilson ficou na medida para o Magnata testar forte pras redes de Mateus Claus. Placar aberto no Estádio de Pituaçu.

A dianteira do time do interior baiano poderia ter ficado ainda mais robusta antes dos 10 minutos em bolas onde novamente Magno Alves e Tobinha tiveram espaço para finalizar. Mas, enquanto o experiente avante bateu cruzado e viu ela passar rente a trave direita, o camisa 7 do clube de Alagoinhas bateu por baixo da bola e viu ela subir demais.

RESISTÊNCIA COM SEGURANÇA

Em parte pelo trabalho defensivo do time dirigido por Agnaldo Liz e também pela pouca inspiração do sistema ofensivo do Bahia, o Atlético passou por poucos apuros na sua zaga. Sendo assustado apenas quando Ernando teve oportunidade interessante no plano ofensivo dentro da grande área aos 30 minutos após cobrança de escanteio, mas não conseguiu finalizar bem e mandou pra fora.






















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também