Sul-Americana: Bahia perde para o Independiente e vê vaga ficar longe

·4 minuto de leitura
AVELLANEDA, ARGENTINA - MAY 18: Maycon of Bahia (L) and teammate Nino Paraíba leave the field dejected after a match between Independiente and Bahia as part of Group B of Copa CONMEBOL Sudamericana 2021 at Estadio Libertadores de América on May 18, 2021 in Avellaneda, Argentina. (Photo by Marcelo Endelli/Getty Images)
Jogadores do Bahia lamentam a derrota na Argentina (Marcelo Endelli/Getty Images)

Em um confronto muito equilibrado na noite desta terça-feira, pela 5ª rodada da fase de grupos da Sul-Americana, o jogo tinha tudo para ficar no zero a zero no estádio Libertadores de América, em Buenos Aires. Entretanto, aos 37, o Independiente conseguiu abrir a contagem, em um gol contra de Thonny Anderson, garantindo uma vitória simples de 1 a 0 sobre o Bahia.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Com o resultado, o Rey de Copas chegou aos 11 pontos, pulando para a ponta do grupo B. Já o Esquadrão, com o revés na casa do rival, acabou caindo para a segunda posição com seus 8 pontos.

JOGO PARELHO NOS PRIMEIROS MOVIMENTOS

Fazendo valer o mando de campo, a equipe do Independiente tentou, desde os primeiros minutos, ficar mais com a posse de bola. Com isso, conseguia aparecer com mais frequência em seu campo de ataque, mas pouco oferecia de trabalho ao goleiro Douglas, tendo apenas uma única chance que saiu dos pés de Palacios.

Leia também:

Por outro lado, tentando amenizar as coisas em campo, o Bahia não quis saber de apenas defender-se. Sendo assim, também optou por atacar, quase conseguindo abrir a contagem em Buenos Aires com Gilberto, mas a cabeçada do atacante após o cruzamento de Nino Paraíba, acabou indo para fora.

INDEPENDIENTE PRESSIONA, MAS ESQUADRÃO SE SEGURA

Tentando ficar em vantagem ainda na etapa inicial, a equipe comandada por Falcioni passou a pressionar mais o adversário. Com isso, até os acréscimos dados pelo árbitro, era o Rey de Copas que chegava mais perto de abrir o placar, apesar de algumas chegadas por parte do time brasileiro, como na de Thaciano, aos 23 minutos, chutando por cima do gol defendido por Sosa,

Mesmo com o sufoco, a defesa Tricolor não deu espaços aos atacantes adversários, levando o empate parcial sem gols para os vestiários.

BAHIA VOLTA COM UMA POSTURA MAIS OFENSIVA

Em praticamente quatro grandes chances, foi a equipe de Dado quem deu dessa vez um verdadeiro sufoco. Nas duas primeiras, Daniel chegou a marcar, mas acabou tendo seu tento invalidado por conta de um impedimento, já na sequência, Rossi cruzou com perigo, mas a bola acabou passando por Gilberto.

Continuando em cima, agora a tentativa foi de Rodriguinho, aos 11 minutos. Porém, o atacante acabou não acertando o alvo e a bola do camisa 10 foi por cima do gol. Já na última chance, Juninho, após cobrança de escanteio, chegou a cabecear com perigo, mas também viu a bola saindo ao lado do gol.

ESQUADRÃO MANTINHA O RITMO

Ainda na tentativa de tirar o zero do placar, a equipe brasileira insistia no campo de defesa rival. No entanto, assim como foram nas primeiras tentativas, outra vez Juninho, em uma nova cabeçada, mandou por cima do gol, e Rossi, momentos depois, foi travado pelo zagueiro evitando que o chute chegasse ao goleiro Sosa.

RETA FINAL COM GOL DO INDEPENDIENTE

Melhor no duelo, a equipe do Bahia tentava de todas as formas tirar o zero do placar. Com algumas modificações promovidas pelos técnicos de ambos os lados, a expectativa era que o jogo pegasse fogo nos últimos momentos.

E não deu outra. Aos 37, após uma cobrança de falta, o goleiro Douglas tentou afastar de soco, mas a bola acabou pegando no atacante Thonny Anderson, que havia entrado minutos antes, para comemoração dos atletas da equipe argentina. Atrás no placar, Dado ainda tentou apostar suas últimas fichas, mas acabou vendo Falcioni, também optando por algumas substituições, gastar o tempo até o apito final do árbitro em Avellaneda.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE x BAHIA - FASE DE GRUPOS DA SUL-AMERICANA
Estádio: Libertadores de América, em Buenos Aires (ARG)
Data: 18 de maio de 2021, às 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Rojas - COL
Assistentes: Miguel Roldan - COL e Alexander Guzman - COL
Cartões amarelos: Palacios, Barreto e Bustos (IND) / Rodriguinhoe Maycon Douglas (BAH)
Cartões vermelhos: -

GOL: Tonny Anderson (contra), 37'/2ºT

INDEPENDIENTE (Técnico: Julio Cesar Falcioni)
Sosa; Bustos, Barreto, Insaurralde e Ortega; Blanco, Lucas Romero e Lucas González (Arregui, no intervalo); Martínes (Velasco, aos 14'/2ºT), Palacios (Menéndez, aos 28'/2ºT - Ostachuk, aos 48'/2ºT)) e Herrera.

BAHIA (Técnico: Dado Cavalcanti)
Douglas; Nino Paraíba, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Patrick (Matheus Galdezani, aos 41'/2ºT), Thaciano (Alesson, aos 41'/2ºT) e Daniel; Rossi, Rodriguinho e Gilberto (Thonny Anderson, aos 28'/2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos