Com gol de Airton, Cruzeiro supera o favorito Galo no Mineirão em clássico dos 100 anos entre as duas equipes

Anderson Gonçakves Valinor Conteúdo
·4 minuto de leitura


O Cruzeiro superou o favoritismo do Atlético-MG e derrotou o rival por 1 a 0, gol de Airton, em duelo válido pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro, neste domingo, 11 de abril, no Mineirão.

A partida teve grande equilíbrio e os ingredientes de sempre: muita disputa, emoção e confusão no final, com as expulsões de Pottker e Hulk.
Pelo lado do Cruzeiro, o triunfo dá confiança para o restante da competição, com destaque para a aplicação tática e na marcação, anulando as principais armas do Galo no jogo.

Já no Galo, o time de Cuca não conseguia penetrar na defesa celeste, sendo envolvido pelo sistema defensivo do time azul. Hulk entrou em campo e foi uma peça sem efetividade no campo e ainda saiu de campo expulso.

Com o resultado, o Cruzeiro chega aos 17 pontos, ficando na vice-liderança de forma provisória. O Atlético-MG segue líder, com 21 pontos, mas sofrendo sua segunda derrota no campeonato.

Clássico é clássico. Pelo menos no 1º tempo houve equilíbrio

A expectativa que o Galo “amassaria” a Raposa não se confirmou na etapa inicial. O Cruzeiro teve uma postura mais defensiva e o Atlético-MG não conseguia penetrar na defesa celeste. Foram poucas chances de gols dos dois lados. O empate foi justo.

Duelo de treinadores

Cuca mexeu no Atlético, colocando Tchê Tchê no lugar de Zaracho e Hulk no banco mais uma vez. Felipe Conceição evitou que o trio Vargas, Keno e Savarino tivesse espaço pelos lados do campo.

Vargas perde gol e pênalti não marcado para a Raposa

O chileno saiu cara a cara com Fábio, que fez grande defesa, salvando o Cruzeiro. No contra-ataque, houve escanteio para o time celeste. Na disputa, Ramon é puxado e o árbitro não marca a penalidade.

Sobis acha um passe magistral e Airton abre o placar

No momento do jogo que o Galo era melhor, Rafael Sobis conseguiu achar um passe no meio da defesa do Atlético. Airton ficou cara a cara com Everson e colocou o time azul na frente.

Hulk mal, Keno e Nacho anulados

As principais armas do Galo não funcionaram. Hulk entrou no segundo tempo e não conseguiu realizar nenhuma boa jogada. Keno, foi bem marcado pela esquerda e Nacho vigiado o tempo todo.

Aplicação tática da Raposa

Com um time inferior, o Cruzeiro compensou a situação com aplicação na marcação e bom posicionamento em campo.

Vexame de Pottker e Hulk

Em uma confusão sem necessidade, os dois atacantes começaram a brigar e foram expulsos. Hulk encerrou uma tarde horrível pelo Galo, sem nenhum acerto.

Alerta para o Galo e alento para o Cruzeiro

Com a Libertadores chegando neste mês de abril para o Atlético-MG, o time ainda oscila muito e depende demais de atuações individuais para vencer os rivais. Pelo lado do Cruzeiro, o desempenho dá um alento para os cruzeirenses que viram uma apresentação de qualidade da Raposa. Se jogar assim mais vezes, pode pensar em uma jornada com mais sucesso na temporada.
Próximos jogos

Pelo Mineiro, o Cruzeiro joga no dia 18 de abril, às 11h, contra o Pouso Alegre, fora de casa. Já o Galo duela com o Boa Esporte no mesmo dia, só que às 16h. no Mineirão.

Antes da rodada do fim de semana, a Raposa terá o América-RN, quarta-feira, 14 de abril, às 21h30, na Arena das Dunas, em Natal.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

CRUZEIRO 1 X 0 ATLÉTICO-MG
Data: 11 de abril de 2021
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Paulo César Zanovelli
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz da Silva
Cartões amarelos: Adriano (CRU), Igor Rabello(ATL), Jadson(CRU), Sasha(ATL), Hulk(ATL), Rafael Sobis(CRU)
Cartões vermelhos: William Pottker(CRU), Hulk(ATL)
Gol: Airton, aos 16’-2ºT(1-0)

CRUZEIRO (Técnico: Felipe Conceição)

Fábio; Raúl Cáceres, Weverton (Eduardo Brock, aos 19’-2ºT), Ramon e Matheus Pereira; Adriano(Matheus Neris, aos 27’-2ºT), Matheus Barbosa(Jadson, aos 27’-2ºT) e Marcinho(Rômulo, aos 19’-2ºT); Bruno José (Willian Pottker, aos 38’-2ºT), Airton e Rafael Sobis

ATLÉTICO-MG (Técnico: Cuca)

Everson, Guga (Nathan, aos 23’-2ºT), Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Hyoran aos 31’-2ºT), Tchê Tchê e Nacho Fernández; Vargas (Sasha, aos 23’-2ºT), Keno(Marrony,aos 31’-2ºT) e Savarino (Hulk, aos 9’-2ºT) .