Com experiências por times do Rio e de São Paulo, Lucas Grafite analisa temporada

Lucas Grafite defendeu o Juventus na Copa Paulista (Foto: Alê Vianna/Juventus)


O ano de 2022 proporcionou experiências diferentes para o atacante Lucas Grafite em dois dos centros mais fortes do futebol brasileiro. Primeiro vestindo a camisa do Audax, do Rio de Janeiro, e depois atuando pelo Juventus, em São Paulo.

Diante dessas vivências, o homem de frente analisa as experiências que acumulou ao longo da temporada.

- Joguei em dois dos estados com maior visibilidade do cenário brasileiro e vi um bom nível técnico em ambos, porém, em São Paulo, com maior competitividade. Quando cheguei no Juventus para a primeira passagem era um outro cenário, pois já existia uma equipe sólida e nesta segunda encontrei um grupo que se iniciou do zero e que ainda precisa de tempo para colher resultados - afirmou.

Peça importante do time grená na última edição da Copa Paulista, o atacante também enaltece o prazer de ter atuado pelo clube na competição.

- Todos sabemos que o Juventus é uma equipe tradicional e sempre será uma satisfação grande vestir essa camisa, que já contou com vários ídolos do futebol brasileiro. Por isso, almejo continuar evoluindo como atleta e colhendo os frutos, consequentemente - explicou.

A primeira passagem de Lucas Grafite pelo Moleque Travesso aconteceu em 2020. Época em que chegou por empréstimo junto ao PSTC, e equipe pela qual havia se destacado durante o primeiro semestre naquela temporada.

Na Copa Paulista passada, o velocista foi uma das principais válvulas de escape de ataque do time juventino e vivenciou grande momento na vitória (2 a 0) diante do Oeste. Oportunidade em que marcou os gols da agremiação da Mooca.