Com erros de Arão e Bruno Viana, Flamengo tropeça na Libertadores e ainda não antecipa classificação

·2 minuto de leitura

As inéditas três vitórias seguidas na fase de grupos representavam a melhor campanha do Flamengo até então na história da Libertadores. Nesta terça-feira, porém, o time conheceu o primeiro tropeço. Ao empatar em 2 a 2 com o La Calera, no Chile, desperdiçou a chance de carimbar a classificação antecipada para as oitavas de final. Ainda assim, o time lidera o grupo G, com 10 pontos.

Nas próximas duas rodadas, os adversários são LDU e Vélez, no Maracanã. O resultado foi originado de duas falhas defensivas. A primeira de Bruno Viana e a segunda de Willian Arão, que fez gol contra e depois se redimiu no ataque. Gabigol marcou de pênalti. Martínez fez para os donos da casa.

O saldo foi positivo diante da pior atuação na fase de grupos, com sete gols sofridos em quatro partidas. Diferentemente de outros jogos, quando a defesa também vacilou, desta vez o ataque não esteve em boa noite.

Embora Gabigol tenha chegado a 17 gols na competição, ultrapassando Zico, seus companheiros, Bruno Henrique, Arrascaeta e Éverton Ribeiro, estiveram apagados. Sem Gerson, o time também sofreu com a falta de um meia de qualidade. A construção das jogadas pelas laterais teve Isla e Filipe Luís tímidos e mal acionados, o que facilitou para o bloqueio adversário.

No primeiro gol, a pressão sobre a saída de bola levou Bruno Viana a errar duas vezes. A bola sobrou para Martínez tocar sem goleiro. Gabriel Batista, que foi mantido, chegou a salvar o primeiro arremate. O segundo gol foi o sétimo em cruzamentos dentro os 20 que o Flamengo levou na temporada. A bola desviou em Arão antes de entrar contra a própria meta.

No segundo tempo, Ceni arriscou tudo e colheu resultado. Arão marcou também em escanteio, e o Flamengo por pouco não virou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos