Com empate, Figueirense evita queda e rebaixa quatro times de uma vez

Folhapress
MACEIÓ, AL, 22.11.2019 – CRB-FIGUEIRENSE: Partida entre CRB e Figueirense, válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro série B 2019, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), na noite desta sexta-feira (22). (Foto: Itawi Albuquerque/AGIF/Folhapress)
MACEIÓ, AL, 22.11.2019 – CRB-FIGUEIRENSE: Partida entre CRB e Figueirense, válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro série B 2019, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), na noite desta sexta-feira (22). (Foto: Itawi Albuquerque/AGIF/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de uma temporada atribulada, o Figueirense conseguiu garantir a permanência na segunda divisão do Campeonato Brasileiro ao empatar fora de casa com o CRB nesta sexta-feira (22), em 0 a 0. O resultado decretou, de quebra, a queda de quatro times de uma só vez à Série C.

A equipe catarinense chegou aos 40 pontos e, a uma rodada do fim da Série B, já não pode ser alcançada por qualquer um dos quatro últimos colocados —Londrina, São Bento, Criciúma e Vila Nova—, que somam 36 pontos cada e agora estão virtualmente rebaixados para a terceira divisão.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Neste ano, o Figueirense chegou a ocupar a lanterna da competição e viveu protestos de atletas, que se recusaram a entrar em campo contra o Cuiabá em 20 de agosto por causa do não pagamento de salários. Foi a primeira vez na história das duas principais divisões do Brasileiro que uma partida terminou em WO.

Os atletas ainda reclamavam que direitos de imagem também estavam atrasados, assim como não estava sendo feito o recolhimento de tributos.

Na época, a empresa Elephant detinha a concessão dos direitos esportivos do clube. Em meio ao cenário crítico, a associação anunciou o rompimento do contrato de clube-empresa. A equipe passou, então, a ser presidida de forma interina por Chiquinho de Assis, presidente do conselho deliberativo.

Leia também