Com duas taças, cúpula da CBF se divide para premiação: presidente vai a jogo do Flamengo

Igor Siqueira
·1 minuto de leitura

Aberta a possibilidade de título em dois estádios diferentes, a diretoria da CBF precisou se dividir entre São Paulo e Porto Alegre para não deixar furo em uma eventual festa pela conquista da Série A do Brasileirão.

Foram confeccionadas duas taças. Uma enviada ao Morumbi, onde jogam São Paulo e Flamengo, e outra Beira-Rio, palco de Internacional x Corinthians.

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, estará no jogo do líder, assim como o diretor de competições, Manoel Flores. No Sul, a representação da CBF será por meio do secretário-geral, Walter Feldman, e do vice-presidente Francisco Novelletto.

O critério para escolha do destino de Caboclo foi acertado previamente, para evitar confusão: ele iria ao jogo de quem tivesse melhor campanha. No momento, o Flamengo tem dois pontos à frente do Internacional. Com uma vitória, assegura o título.

O Inter, por outro lado, tem que torcer por um tropeço rubro-negro (empate ou derrota), além de derrotar o Corinthians.