Com duas baixas no mesmo setor, Diniz 'quebra a cabeça' para escalar São Paulo em jogo decisivo

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

No próximo domingo (25), conheceremos o primeiro classificado às quartas de final da Copa do Brasil 2020. Ele sairá do confronto entre São Paulo e Fortaleza, que duelam no Morumbi às 20h30 (de Brasília), após empate por 3 a 3 no jogo de ida na Arena Castelão.

Eliminado precocemente da Copa Libertadores e pressionado por uma conquista de título - algo que não acontece desde 2012 -, o São Paulo aposta fichas altas nesta competição. Contudo, como destaca o Globoesporte, a equipe paulista precisará superar alguns problemas se quiser eliminar o forte e organizado Fortaleza de Rogério Ceni.

2020 Brasileirao Series A: Sao Paulo v Fortaleza Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Miguel Schincariol/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Sao Paulo v Fortaleza Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Miguel Schincariol/Getty Images

De momento, a maior preocupação de Fernando Diniz é a lateral-direita. Juanfran está lesionado e sua presença na partida está descartada, enquanto Igor Vinícius, com uma contratura muscular na coxa esquerda, não treinou durante a semana e dificilmente terá condições de jogo.

As alternativas testadas por Fernando Diniz durante os treinamentos mexem, necessariamente, com o meio de campo tricolor: Daniel Alves (lateral de ofício) e Tchê Tchê (volante improvisado) preencheram a direita nas atividades da semana. Por conhecer muito bem o setor, a escolha por Dani seria a mais natural, mas a verdade é que o camisa 10 não somou nenhuma grande atuação como lateral-direito desde que chegou ao Morumbi. É provável, portanto, que o polivalente Tchê Tchê faça a função diante do Tricolor de Aço no próximo domingo (25).

Sao Paulo v Binacional - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Pool/Getty Images
Sao Paulo v Binacional - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Pool/Getty Images