Com dois gols de Gabigol, Flamengo derrota o Fluminense e é campeão estadual

·4 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Menos de três meses após ganhar o Campeonato Brasileiro de 2020 e 35 dias depois de faturar a Supercopa do Brasil, o Flamengo é campeão de novo. Com a vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, neste sábado (22), o clube da Gávea conquistou o Estadual do Rio.

Foi o 37º troféu do time na competição, o terceiro consecutivo. É também o terceiro título de expressão obtido por Rogério Ceni no comando do elenco rubro-negro. Ele levou a equipe a erguer a Taça Guanabara desta temporada, mas este é o nome do primeiro turno do estadual.

Após o empate em 1 a 1 na primeira partida da final, realizada no sábado passado (15), nova igualdade levaria a definição paras os pênaltis. Quem vencesse, seria campeão. Uma situação em que o Flamengo estava confortável por ter se acostumado a sair vitorioso em decisões estaduais.

A última derrota havia sido diante do mesmo Fluminense, em 1995, em jogo histórico, decidido por gol de barriga de Renato Gaúcho.

O Fluminense entrou em campo para reclamar da arbitragem de Bruno Arleu de Araújo. Queixou-se de pênaltis não marcados, de cartões não mostrados, de faltas sofridas não dadas, de faltas feitas assinaladas. Quem jogou, foi o Flamengo. Não por acaso, chegou ao intervalo vencendo.

Com a dupla de volantes formada por Diego e Gerson controlando o meio-campo, o atual campeão nacional criou chances e poderia ter marcado antes de Arrascaeta ser derrubado na área por Marcos Felipe. Gabigol abriu o placar na cobrança do pênalti aos 42. Dois minutos mais tarde, ele recebeu passe pela esquerda e chutou forte cruzado para fazer o segundo em falha do goleiro do Fluminense.

Durante o clássico, a Ferj (Federação do Rio de Janeiro) divulgou que Gabigol, autor de 15 gols na temporada, sendo 8 no Estadual, havia sido eleito o melhor jogador da competição.

A equipe tricolor começou o segundo tempo da mesma forma que terminou o primeiro: a reclamar. Pelo menos desta vez, deu certo. Após consultar o VAR, o árbitro constatou que Caio Paulista havia sido derrubado por Rodrigo Caio, que já havia recebido cartão amarelo e não recebeu o vermelho. Fred diminuiu a desvantagem de seu time. Foi o 10º gol do centroavante em 12 partidas na temporada.

O Fluminense começou a tomar mais a iniciativa e conseguiu encurralar o adversário em alguns momentos. Mas quando achava espaço para trocar passes e sair em velocidade, o Flamengo ameaçava. Arrascaeta não ampliou por tentar dar um toque a mais na bola e entregá-la nas mãos de Marcos Felipe.

Caio Paulista não conseguiu desviar de cabeça dentro da pequena área cruzamento de Cazares que seria o empate do Fluminense. Mas as entradas de Cazares e Gabriel Texeira deram outro dinamismo ao time das Laranjeiras. Enquanto isso, o Flamengo, mandante da final, estava mais preocupado em fazer os gandulas sumirem com as bolas.

O Fluminense se mandava mais e mais para o ataque e o castigo veio. Pedro, que entrou no lugar de Gabigol, recebeu de Vitinho e chutou forte. Marcos Felipe voltou a falhar e soltou a bola nos pés de João Gomes, 20, que selou o título aos 42 minutos. Foi seu primeiro gol como jogador profissional.

FLAMENGO

Gabriel Batista; Isla (Matheuzinho, 40'/2ºT), Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Gerson (João Gomes, 40'/2ºT), Diego (Hugo Moura, 43'/2ºT), Everton Ribeiro e Arrascaeta (Vitinho, 35'/2ºT); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa (Pedro, 35'/2ºT). Técnico: Rogério Ceni.

FLUMINENSE

Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Yago Felipe (Bobadilla, 36'/2ºT), Martinelli e Nenê (Cazares, 23'/2ºT); Luiz Henrique (Caio Paulista, Intervalo), Kayky (Gabriel Teixeira, Intervalo) e Fred (Abel Hernández, 36'/2ºT). Técnico: Roger Machado

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3X1 FLUMINENSE

Data e hora: 22/05/2021, às 21h05

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha

Árbitro de vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga

Cartão amarelo: Rodrigo Caio e Bruno Henrique (FLA); Marcos Felipe, Nino, Luccas Claro, Danilo Barcelos, Yago Felipe e Fred (FLU)

Gols: Gabriel Barbosa, aos 43 minutos de primeiro tempo e aos 46 minutos do primeiro tempo; Fred, do Fluminense, aos 6 minutos do segundo tempo; e João Gomes, do Flamengo, aos 42 minutos do segundo tempo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos