Bahia vence a Chapecoense fora de casa e sobe para quinto na tabela do Brasileirão

·3 minuto de leitura


O Bahia conquistou uma importante vitória neste domingo pelo Brasileirão. A equipe visitou a Chapecoense e saiu da Arena Condá com a vitória por 2 a 0, com os dois gols sendo marcados em apenas dois minutos, em duelo válido pela 9ª rodada da competição. Os donos da casa ainda tiveram um gol anulado.


Com os três pontos conquistados, o Bahia alcançou a quinta posição com 14 pontos na tabela, e se concentra para receber o Juventude, em casa, na próxima quarta-feira. Enquanto isso, a Chape segue em penúltima com quatro pontos e encara o Corinthians, na próxima quinta-feira, na Arena Condá.

> Classificação atualizada do Brasileirão! Veja como ficou após o duelo

COMEÇO TRUNCADO
Com as duas equipes equilibradas, a etapa começou truncada e sem chances de perigo. Aos 4, Jonas carimbou na trave da Chapecoense, sendo a primeira oportunidade de perigo do duelo. Dessa forma, a Chape começou a explorar mais os contra-ataques. Enquanto isso, o Bahia tentava abrir espaços, mas parava na defesa catarinense.

Aos 18, os baianos conseguiram assustar com Rodriguinho, que encontrou Thonny Anderson. Ao tentar encontrar a chance de finalizar, Maycon Douglas mandou no vazio, deixando a bola com os adversários. Como resposta, Ravanelli cobrou falta de longe, mas mandou apenas para a área.

CHAPE MAIS PRESENTE
Com a Chapecoense mais presente no campo de ataque, a partida ficou ainda mais truncada. Contudo, foi o Bahia que teve a melhor chance. Aos 28, Maycon Douglas foi lançado por Daniel, se livrando da marcação. O atacante bateu para o gol. João Paulo defendeu.

JOÃO PAULO PROVIDENCIAL
O Tricolor apareceu novamente com Rodriguinho, que mandou para o gol. João Paulo novamente ficou com a bola. Na sequência, aos 37, Nino Paraíba recebeu na direita e cruzou de longe. O goleiro da Chape ficou com a bola. Logo depois, Daniel bateu de longe para a defesa de João Paulo. Maycon Douglas e Thonny Anderson tiveram oportunidades antes da etapa finalizar, mas não conseguiram balançar as redes. Ao final, nos 47, Rodriguinho mandou de canhota, mas João Paulo fez a defesa.

45 MINUTOS POR 90
Na volta do intervalo, o Bahia voltou mais aberto e conseguiu ter maior poder ofensivo. Enquanto isso, a Chapecoense não ficou para trás e também foi atrás do gol. Os catarinenses tiveram uma boa chance aos 16. O time subiu em velocidade, e Fabinho recebeu cruzamento na área. Contudo, o atacante finalizou mal e perdeu uma grande oportunidade.

ENTRANDO PARA MUDAR…
A resposta não demorou para vir. Aos 21, Gilberto, que tinha acabado de entrar, aproveitou uma falta de Darlan para ajeitar na entrada da área e bater para o gol, mandando para o fundo das redes. Com sete tentos, o jogador é o artilheiro do campeonato até o momento.

Na sequência, após dois minutos, Thaciano trabalhou com Nino, que cruzou buscando Gilberto. O atacante tentou o cabeceio, mas passou direto. Assim, a bola sobrou para Rodriguinho, que mandou para o gol, sem chances para João Paulo. 2 a 0.

CORRENDO ATRÁS DO PREJUÍZO
Atrás no placar, a Chapecoense ficou totalmente ofensiva e buscou diminuir a vantagem baiana. Não demorou para conseguir o tento. Aos 31, após cobrança de falta da intermediária, ninguém chutou, mas a defesa do Bahia não afastou. Perotti ficou com a sobra e mandou para o fundo do gol.

Contudo, a árbitra Edina Alves Batista foi chamada pelo VAR. Após análise, sinalizou impedimento no lance, que teve interferência do adversário. O gol foi anulado, seguindo no 2 a 0. Sem outros lances de perigo, a partida se encerrou com o triunfo baiano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos