Com direito a 'lei do ex', Fluminense sai na frente, mas sofre a virada do Atlético-GO pelo Brasileirão


Em um jogo marcado por pênaltis e consultas ao VAR, o Atlético-GO venceu o Fluminense, de virada, por 3 a 2 e voltou a sonhar com permanência na elite do futebol brasileiro, no Antônio Accioly. Arias e Cano estufaram a rede para o Tricolor, enquanto Churín, Baralhas e Marlon Freitas viraram para o Dragão. Os cariocas seguem com 51 pontos e perderam a chance de reassumir a vice-liderança, enquanto os goianos somam 29, mas ainda seguem no Z4.

+ ATUAÇÕES: Arias e Fábio se salvam em derrota do Fluminense

Na próxima rodada, o Tricolor recebe o América-MG, dia 9, domingo, às 18h30, no Maracanã. Já o Dragão recebe o líder Palmeiras, na segunda, às 18h, também no Antônio Accioly.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

PÊNALTI RELÂMPAGO

O torcedor não teve tempo nem de piscar. Com um minuto de jogo, Ganso recebeu um bom passe e foi derrubado por William Maranhão na área. Após consultar a cabine do VAR, Daronco assinalou a penalidade máxima. Na cobrança, o colombiano Jhon Arias bateu com categoria e abriu o placar para o Fluminense.

DRAGÃO NO ALTO

Depois de abrir o placar, os visitantes tiveram uma grande chance de ampliar. Nathan dominou na esquerda e cruzou para a área. A bola passou pela defesa e chegou até Calegari, que finalizou para fora. Minutos depois, o Atlético-GO explorou as jogadas aéreas com três cruzamentos seguidos.

Atletico GO x Fluminense
Atletico GO x Fluminense

Atlético-GO venceu em casa (Foto: Divulgação / Atlético GO)

PAREDÃO TRICOLOR

Após uma rápida jogada, a bola sobrou para Cristiano finalizar da entrada da área para uma defesa tranquila de Renan. Os donos da casa, então, foram em busca do empate e pressionaram o adversário. Na melhor chance da equipe no primeiro tempo, Gabriel Baralhas arriscou de fora da área e obrigou Fábio a fazer uma linda defesa.

NÃO VALEU!

Cristiano levantou a bola na área, e Wanderson cabeceou para o alto. Na dividida entre Nathan e Arthur Henrique, a bola sobra para Cano estufar a rede. No entanto, o argentino estava impedido no lance, e Daronco anulou. Depois da jogada, Baralhas e Renan, ambos do time goiano, se estranharam e discutiram de forma áspera.

FAZ O L!

Seis minutos depois, Cano voltou a colocar a bola no fundo da meta do arqueiro Renan. Desta vez, valeu! Jhon Arias cruzou, mas a bola desviou em Lucas Gazal. O centroavante tricolor se posicionou bem e, de cabeça, marcou seu 35º gol na temporada. O 17º no Brasileirão.

RUBRO-NEGRO DESCONTA

O Dragão novamente tentou pelo alto, mas desta vez a bola tocou na mão de Nino. Daronco consultou a cabine do VAR e assinalou mais um pênalti no jogo. Diego Churín foi para a cobrança e marcou, sem chance para Fábio. Na sequência, em mais um cruzamento, o argentino testou e estremeceu o travessão.

FICOU NO QUASE

No início do segundo tempo, o Fluminense enfileirou chances de marcar o terceiro. Ganso deu praticamente um passe pelo alto, na medida, para Cano. O camisa 14 cabeceou para fora, sozinho, e perdeu um feito. Também por cima, Arias cruzou pelo lado esquerdo para Martinelli finalizar de peito. Renan fez uma grande defesa, à queima roupa.

EMPATE CERTEIRO

​Até que a partida fez valer um lema antigo do futebol: quem não faz, leva. Depois de uma bola alçada na área, Churín disputou pelo alto, Cano não marcou, e Baralhas finalizou no fundo da rede. Em outro lance perigoso, Airton acertou um belo chute de fora da área, mas Fábio salvou.

LEI DO EX!

​No fim, Jefferson tocou para Marlon Freitas, ex-jogador do Tricolor, que arriscou da entrada da área. A bola desviou em Nino e foi para o fundo da rede de Fábio. Para complicar ainda mais, Léo Pereira arrancou nos minutos finais, mas Nino salvou em um carrinho providencial.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 3 x 2 FLUMINENSE

Data/Hora:
05/10/2022, às 19h
Local: Antônio Accioly (GO)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e José Eduardo Calza
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (FIFA)
Cartões Amarelos: Airton, Jefferson, Léo Pereira e Baralhas (ATL) /
Cartões Vermelhos:

Gols: Jhon Arias (4'/1T) (0-1) / Germán Cano (39'/1T) (0-2) / Diego Churín (45'/1T) (1-2) / Baralhas (29'/2T) (2-2) / Marlon Freitas (42'/2T) (3-2)

ATLÉTICO-GO (Técnico: Eduardo Souza)
Renan; Dudu (Edson Fernando 40'/2T), Lucas Gazal, Wanderson, Arthur Henrique (Jefferson- intervalo); Willian Maranhão (Marlon Freitas 29'/2T), Gabriel Baralhas, Shaylon (Jorginho 21'/2T); Airton, Diego Churín, Luiz Fernando (Léo Pereira - intervalo).

FLUMINENSE (Técnico Fernando Diniz)

Fábio; Calegari (Caio Paulista 34'/2T), Nino, Felipe Melo (Marrony 34'/2T), Cristiano (Willian 46'/2T); André, Martinelli, Ganso; Nathan (Michel Araújo 34'/2T); Jhon Arias (Matheus Martins 24'/2T) e Germán Cano.