Com direito a golaço de Richarlison, Brasil bate a Sérvia em estreia na Copa do Mundo do Qatar

Neymar, Richarlison e Raphinha comemoram um dos gols da Seleção Brasileira EFE/ Juan Ignacio Roncoroni


A Seleção Brasileira bateu a Sérvia por 2 a 0, nesta quinta-feira, no Lusail Stadium e estreou com vitória na Copa do Mundo do Qatar. O triunfo contou com dois gols de Richarlison, sendo um deles o mais bonito do Mundial até aqui. O ponto negativo foi a saída de Neymar, flagrado chorando de dor no tornzelo direito no banco de reservas. O time de Tite é líder do Grupo G da competição com três pontos e dois tentos de saldo.


> AO VIVO: acompanhe em tempo real os passos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo

Marcação sérvia é dura e Brasil sofre para desenvolver ataque

Logo nos primeiros minutos, o time da Sérvia mostrou que não aliviaria e deu algumas "chegadas" nos brasileiros. Thiago Silva e Neymar foram vítimas da "caixa de ferramentas" dos europeus. A marcação foi muito forte e havia a necessidade de encontrar brechas como Casemiro (que arriscou chute de longe) e Thiago Silva acharam, mas Neymar e Vini Jr. não converteram em gols após boas enfiadas de bola.

Brasil tenta acelerar jogadas; Sérvia aproveita vacilos

Com a amostra que teve até os 30 minutos, os jogadores de ataque do Brasil passaram a buscar associações rápidas com os companheiros. Foi assim que Raphinha e Paquetá tabelaram até que o atacante teve boa chances, mas finalizou fraco, "atrasando" para Milinkovic. A Sérvia pouco chegava, mas aproveitava erros de passe da Seleção no campo de defesa. Por fim, Vini Jr. teve boa chances, porém não conseguiu concluir para o gol.

Brasil volta melhor, Sérvia cansa, e Richarlison abre o placar

Na volta do intervalo, a Sérvia já parecia sentir o cansaço, enquanto o Brasil buscava empurrar o adversário para seu campo. Em um desses lances, Raphinha roubou a bola ficou cara a cara com o goleiro, mas novamente finalizou mal e perdeu o gol, que amadureceu com um chute na trave de Alex Sandro, arriscando de fora da área.

Até que Neymar partiu para uma jogada individual, mas perdeu o equilíbrio na hora de concluir o lance e Vini Jr. aproveitou para bater chapado para o gol, Milinkovic rebateu e Richarlison aproveitou o rebote para balançar a rede e abrir o placar finalmente.

Sérvia assusta em escanteios; Brasil sacramenta vitória com golaço de Richarlison

Após alguns vacilos da defesa brasileira, a Sérvia ameaçou crescer na partida e assustou em escanteios que foram sufoco para a torcida. Em um contra-ataque para "matar" o jogo, Neymar prendeu demais a bola e errou no toque para Vini Jr., que conseguiu recuperar, mas errou na finalização. O camisa 10 sentiu o tornozelo no lance e acabou deixando o campo alguns minutos depois. Imagens da TV Globo mostraram o atacante chorando.

Nesse meio tempo, o gol mais bonito da Copa do Mundo até aqui. Vini Jr. pegou a bola pela esquerda e cruzou de três dedos para Richarlison, que ajeitou a bola e emendou um voleio para marcar um golaço, sem chances para Milinkovic. 2 a 0 Brasil. A Seleção ainda teve chances com Casemiro (no travessão), Fred e Rodrygo, mas sem sucesso.

E agora?

Com a vitória, o Brasil soma três pontos na liderança do Grupo G e fica à frente da Suíça pelo saldo de gols (2 a 1). Na próxima rodada, a Seleção enfrenta os suíços, na segunda-feira (28), às 13h (de Brasília), no Estádio 974. A Sérvia, por sua vez, está na lanterna da chave e pega Camarões, também na segunda, no duelo dos "zerados".

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 x 0 SÉRVIA
Local:
Lusail Stadium, em Doha (QAT)
Data-Hora: 24/11/2022 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Alireza Faghani (IRA)
Assistentes: Mohammadreza Mansouri (IRA) e Mohammadreza Abolfazli (IRA)
​VAR: Abdulla Al-Marri (QAT)
Público: 88.013 torcedores
Cartões amarelos: (BRA) Lukic, Gudelj e Pavlovic (SER)
Cartões vermelhos: Fulano, aos 0'/0ºT (BRA) (SER)
Gols: Richarlison (16'/2ºT) (1-0), Richarlison (27'/2ºT) (2-0)

BRASIL: Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Lucas Paquetá (Fred, aos 30'/2ºT) e Neymar (Antony, aos 34'/2ºT); Raphinha (Martinelli, aos 41'/2ºT), Vini Jr. (Rodrygo, aos 30'/2ºT) e Richarlison (Gabriel Jesus, 33'/2ºT). Técnico: Tite.

SÉRVIA: Vanja Milinkovic-Savic; Milenkovic, Veljkovic e Pavlovic; Zivkovic (Radonjic, aos 11'/2ºT), Gudelj (Ilic, aos 11'/2ºT), Lukic (Lazovic, aos 20'/2ºT) e Mladenovic (Vlahovic, aos 20'/2ºT); Sergej Milinkovic-Savic, Tadic e Mitrovic (Maksimovic, aos 38'/2ºT). Técnico: Dragan Stojković.