Com recorde olímpico, filipina vence no levantamento de peso e fatura 1º ouro da história do país

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Hidilyn Diaz fez história no levantamento de peso (Vincenzo Pinto/AFP via Getty Images)
Hidilyn Diaz fez história no levantamento de peso (Vincenzo Pinto/AFP via Getty Images)

Pela primeira vez na história, uma atleta das Filipinas subiu no lugar mais alto do pódio em uma Olimpíada. O feito coube a Hidilyn Diaz, que faturou a medalha de ouro na categoria até 55 kg do levantamento de peso nos Jogos de Tóquio.

O primeiro ouro filipino veio na manhã desta segunda-feira (horário de Brasília), e com direito a recorde olímpico. Diaz conseguiu levantar 97 kg no arranque e 127 kg no arremesso. O total de 224 kg é a maior marca da categoria.

Leia também:

Dona do recorde mundial, a chinesa Liao Qiuyun teve de se contentar com a prata, após marcar 223 kg. O bronze foi da cazaque Zulfiya Chinshanlo, com 213 kg.

Esta foi a segunda medalha olímpica de Diaz, que havia sido a primeira mulher filipina da história a subir no pódio em uma edição de Jogos, ao faturar a prata no Rio em 2016.

De quebra, ela quebrou a hegemonia da China na modalidade. Afinal, esta foi a primeira vez nesta Olimpíada que o ouro não foi para o país no levantamento de peso. As três categorias já disputadas até então (feminino até 49 kg, masculino até 61 kg e até 67 kg) haviam sido vencidas por chineses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos