Com Covid, técnico da seleção de vôlei Renan Dal Zotto é intubado

·2 minuto de leitura
Poland v Brazil - FIVP Men's World Championship Final
Coach of Brazil Renan Dal Zotto at Pala Alpitour in Turin, Italy on September 30, 2018
 (Photo by Matteo Ciambelli/NurPhoto via Getty Images)
Renan Dal Zotto durante partida do Mundial de Vôlei de 2018 (Matteo Ciambelli/NurPhoto via Getty Images)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Técnico da seleção masculina de vôlei, Renal Dal Zotto, 60, precisou ser intubado nesta segunda-feira (19), em decorrência da Covid-19.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

A informação foi divulgada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), que tem atualizado o estado de saúde do ex-jogador e desde 2017 treinador da equipe nacional. Renan foi hospitalizado na última sexta (16), após apresentar baixa saturação de oxigênio. Além da infecção pelo coronavírus, ele também contraiu uma pneumonia bacteriana.

Leia mais:

Renan Dal Zotto durante partida da seleção brasileira durante a Copa do Mundo masculina, em outubro, no JapãoRenan Dal Zotto durante partida da seleção brasileira durante a Copa do Mundo masculina, em outubro, no Japão

De acordo com a CBV, o objetivo da intubação é melhorar o nível de saturação de oxigênio. "A expectativa é que o treinador permaneça nesse estado de 48 horas a 72 horas para depois iniciar a retirada do respirador mecânico", afirma a nota da confederação.

A entidade também atualizou informações sobre o seu vice-presidente, Radamés Lattari, cujo quadro de Covid apresentou melhora. "O dirigente foi extubado e segue com boa evolução clínica. Nesta segunda-feira, se encontra já sentado fora do leito, com oxigênio suplementar e em tratamento de pneumonia e trombose venosa."

Renan e Radamés frequentaram o centro de desenvolvimento da CBV em Saquarema (RJ) nas últimas semanas recentemente e estiveram juntos na decisão da Superliga feminina, realizada no dia 5 de abril.

O dirigente inclusive participou da premiação do torneio, vencido pelo Itambé/Minas, e entregou a taça.

Parte dos convocados às seleções masculina e feminina estão no local em preparação para a Liga das Nações, entre maio e junho, na Itália, e os Jogos de Tóquio, entre julho e agosto.