Com Covid, Renan Dal Zotto é submetido a cirurgia por causa de trombose

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 11.01.2017 -  O novo técnico da seleção masculina de vôlei, Renan Dal Zotto. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 11.01.2017 - O novo técnico da seleção masculina de vôlei, Renan Dal Zotto. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Internado e com ventilação mecânica por causa da Covid-19, o técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan Dal Zotto, 60, foi submetido a um procedimento cirúrgico em decorrência de uma trombose, nesta segunda-feira (19).

A informação foi confirmada pelo Hospital Samaritano Botafogo, do Rio de Janeiro, nesta terça.

O boletim médico diz que não houve intercorrências durante a cirurgia e que o estado de saúde de Renan é considerado estável.

“O Hospital Samaritano Botafogo informa que o Sr. Renan Dal Zotto, técnico da seleção masculina de vôlei, foi submetido a procedimento vascular, em decorrência de um quadro de trombose arterial aguda. A cirurgia, realizada na última segunda-feira (19/4), não apresentou intercorrências. O paciente segue sedado, em ventilação mecânica e seu estado de saúde permanece estável”, diz a íntegra do boletim médico.

Renan foi internado na última sexta (16), após apresentar baixa saturação de oxigênio. Além da infecção pelo coronavírus, ele também contraiu uma pneumonia bacteriana.

Nesta segunda, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) informou que o técnico precisou ser intubado.

​Além de Renan, Radamés Lattari, vice-presidente da CBV, também encontra-se internado após ter contraído o coronavírus. No começo desta tarde, a confederação informou que Radamés faz sessão de fisioterapia, no quarto, e sem a necessidade de oxigênio suplementar. Ele foi extubado na segunda.

Os dois frequentaram o centro de desenvolvimento da CBV em Saquarema (RJ) nas últimas semanas e estiveram juntos na decisão da Superliga feminina, realizada no dia 5 de abril.