Com cinco vitórias seguidas em casa, Corinthians retoma força defensiva e fortalece meta ousada de Sylvinho

·4 min de leitura


No último dia 24 de outubro, mesmo após o Corinthians tomar dois gols no empate com o Internacional, no Beira-Rio, o técnico Sylvinho revelou que tinha a "ambição" de fazer o Alvinegro terminar o Campeonato Brasileiro com a melhor defesa da competição. A meta então era vista como improvável de ser alcançada para um time que acabava de ser vazado por dez vezes em nove jogos no segundo turno. Porém, o ousado objetivo voltou a ganhar força após a equipe vencer os seus dois últimos duelos por 1 a 0, com a sua zaga "invicta".

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

E essa meta do comandante tem a sua esperança reforçada também pelo fato de que o Timão vem de cinco vitórias consecutivas em casa, sendo quatro delas conquistadas após a volta da torcida à Neo Química Arena depois de quase 20 meses do estádio com portões fechados por causa da pandemia da Covid-19.

Nesta sequência com 100% de aproveitamento em seu estádio, iniciada com um triunfo por 2 a 1 sobre o Palmeiras no clássico ainda sem a presença da Fiel nas arquibancadas, o Corinthians sofreu apenas dois gols. Além deste tomado contra o arquirrival, foi vazado por uma vez quando bateu o Bahia por 3 a 1, no reencontro do time com a torcida, no dia 5 de outubro. Depois disso, acumulou três vitórias pelo placar de 1 a 0, sobre Fluminense, Chapecoense e Fortaleza.

Desta forma, o Timão fechou a 30ª rodada do Brasileirão com 26 gols sofridos, empatado com o Flamengo como dono da segunda melhor defesa do torneio. Só está atrás do líder Atlético-MG, vazado por apenas 22 vezes até aqui. O time rubro-negro, por sinal, entrará em campo nesta segunda-feira para enfrentar a lanterna Chapecoense, às 20h, em Chapecó, no fechamento desta 30ª jornada.

E no último sábado, após a vitória sobre o Fortaleza, Sylvinho exaltou o peso que a presença da torcida teve para esta sequência de cinco triunfos em casa, onde o Alvinegro ainda fará quatro partidas nesta reta final do Brasileirão, sendo a próxima delas marcadas para este sábado, às 21h, contra o Cuiabá.

- Evidentemente, com nosso estádio cheio, a resposta é clara. Ajuda demais. Os números estão aí. Contra a Chapecoense, foram três esquemas táticos diferentes, substituições. De repente não tem mais tática, técnica, é alma. Fizemos o gol pela beleza de um estádio lotado, e hoje (sábado) não foi diferente - analisou o comandante, se referindo às duas últimas vitórias.

Diante da equipe de Chapecó, com a presença de quase 40 mil torcedores na Neo Química Arena, o Corinthians só conseguiu vencer com um gol de Róger Guedes marcado no último lance do confronto. Depois disso, no último sábado, Cantillo garantiu o triunfo corintiano ao balançar as redes aos 41 minutos da etapa final contra o Fortaleza, em um jogo mais de 36 mil pessoas na Arena.

- Adversário duro, mais uma vez mudanças táticas, técnicas, estratégia, mas o final maravilhoso é o torcedor que empurra demais. Esses 100% (de aproveitamento nos jogos com a Fiel no estádio) representam bastante a volta do nosso torcedor – completou Sylvinho, na entrevista coletiva pós-partida.

CONFRONTO COM O LÍDER NA QUARTA-FEIRA

Na próxima quarta-feira, às 19h, no Mineirão, em Belo Horizonte, o Corinthians terá pela frente o Atlético-MG pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. E caso consiga surpreender o líder, o Alvinegro dará novo passo para terminar o torneio no G4, a zona de classificação direta à fase de grupos da Libertadores, e reduzirá a diferença em relação ao Galo na disputa das melhores defesas.

EVOLUÇÃO EXPRESSIVA NO 2º TURNO COMO MANDANTE

Se hoje o Time do Povo acaba de emplacar cinco vitórias consecutivas em suas partidas na Neo Química Arena, no primeiro turno deste Brasileirão o seu desempenho em casa foi bem diferente. Em nove partidas no seu estádio na metade inicial do campeonato, a equipe conquistou apenas dois triunfos, além de três empates e quatro derrotas, um aproveitamento de apenas 33,3%. Assim, fechou o turno como 18º melhor mandante, o antepenúltimo no geral.

Já na segunda metade da competição, na qual realizou seis confrontos em Itaquera, só perdeu dois dos 18 pontos possíveis no local, com um retrospecto de cinco triunfos e um empate, um ótimo aproveitamento de 88,8%. Com essa expressiva evolução, o Timão saltou de 18º para 8º melhor mandante do Brasileiro hoje, com 55.6% dos pontos disputados em casa conquistados.

QUINTO MELHOR VISITANTE DO BRASILEIRÃO

Vale lembrar também que o Corinthians hoje é o quinto melhor visitante do Brasileirão, com 48,9% de aproveitamento, atrás apenas de Palmeiras, Red Bull Bragantino, Atlético-MG e Flamengo neste ranking paralelo do torneio, no qual encerrou o primeiro turno em terceiro lugar, com 63,3% dos pontos possíveis.

Na classificação principal, que leva em conta o desempenho dentro e fora de casa, o Timão é o sexto colocado, com 47 pontos, e continua na sua luta para entrar no G4, hoje fechado pelo Bragantino, quarto colocado, com 49 pontos. O Fortaleza, com 48 após perder em Itaquera, vem logo atrás, em quinto lugar.


Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos