Com cinco medalhas, Brasil vive seu melhor início de Olimpíada na história

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ítalo Ferreira faturou o primeiro ouro do país em Tóquo - Foto: Reuters/Lisi Niesner
Ítalo Ferreira faturou o primeiro ouro do país em Tóquo - Foto: Reuters/Lisi Niesner

Mesmo com algumas decepções, o Brasil registrou em Tóquio seu melhor início de Olimpíada em todos os tempos. Nunca o país havia terminado o quarto dia de disputas já com cinco medalhas conquistadas.

Até o momento, a equipe brasileira conquistou dois bronzes, com Fernando Scheffer (natação) e Daniel Cargnin (judô), duas pratas, com Rayssa Leal e Kelvin Hoefler (ambos no skate street) e um ouro, com o surfista Ítalo Ferreira nesta terça-feira.

Leia também:

Já são duas medalhas a mais do que o melhor início do país até então. Em Londres-2012, o Brasil faturou três nos primeiros quatro dias de competição: um ouro (judô, com Sarah Menezes), uma prata (natação, Thiago Pereira) e um bronze (judô, com Felipe Kitadai).

Há cinco anos, por exemplo, mesmo no Rio de Janeiro, a equipe brasileira conquistou a quinta medalha apenas no oitavo dia de Jogos. E na ocasião, o país terminou o evento com seu recorde de pódios: 19.

O sucesso em Tóquio é, também, resultado do sucesso brasileiro em esportes estreantes em Olimpíadas. Afinal, das cinco medalhas, três vieram do skate e do surfe, modalidades que nunca haviam participado dos Jogos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos