Com chegada de comissão de Dudamel, Galo demite ex-volante Adílson do cargo de auxiliar

Valinor Conteúdo
LANCE!
Adílson virou auxiliar do Galo após anunciar a aposentadoria quando um problema cardíaco foi descoberto, abreviando sua carreira- (Bruno Cantini/Atlético-MG)
Adílson virou auxiliar do Galo após anunciar a aposentadoria quando um problema cardíaco foi descoberto, abreviando sua carreira- (Bruno Cantini/Atlético-MG)


O Atlético-MG demitiu o auxiliar-técnico Adilson. Pelo menos é o que diz Cristiano Manica, empresário do ex-volante, de 32 anos, que defendia a equipe em 2018 dentro de campo, mas teve de abandonar a carreira quando descobriu um problema cardíaco, sendo convidado em seguida pelo clube para fazer parte da comissão fixa de auxiliares.

Adílson foi comunicado, segundo o empresário do ex-jogador, pelo Atlético-MG que não precisará se reapresentar com o elenco na quarta-feira, dia 8 de janeiro, com o restante do elenco. A assessoria atleticana disse que a diretoria ainda não definiu o destino do ex-volante e que o seu empresário lhe avisou para não se apresentar com os demais membros da comissão.

- Recebeu uma ligação do Rui Costa( diretor de futebol) falando que ele não continuaria. Foi uma surpresa, pois o Adilson estava até arrumando as malas para ir para Belo Horizonte - disse o empresário do ex-atleta, Cristiano Manica, que afirmou que o Galo prometera à Adílson que ele ficaria no clube pelo menos até o fim de 2020.




A chegada de Rafael Dudamel, que trará seus auxiliares, quatro no total, já está provocando mudanças na comissão técnica atleticana.

Adilson chegou ao Atlético em 2017, como reforço para o meio de campo, tendo bons jogos pelo time, inclusive sendo peça importante no meio de campo em 2018 e parte de 2019. Após um exame de rotina, o então volante descobriu uma cardiomiopatia hipertrófica, um problema cardíaco que poderia gerar arritmia cardíaca, com risco de morte súbita.

Com o diagnóstico, no dia 12 de julho, Adílson anunciou sua aposentadoria e foi convidado em seguida para ser membro da comissão técnica alvinegra. Ele trabalhou com Rodrigo Santana e Vagner Mancini. Além de Adílson, outra saída do Galo é do coordenador de preparação física, Daniel Félix.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também