"Com certeza é meu último Mundial", reafirma Messi

O astro argentino Lionel Messi reafirmou nesta segunda-feira, véspera da estreia da 'Albiceleste' contra a Arábia Saudita, que a Copa do Catar será sua última, para a qual chega com 35 anos e com vontade de "desfrutar".

"Com certeza é meu último Mundial, minha última oportunidade de conseguir esse grande sonho que todos nós temos, mas não fiz nada de especial", disse Messi em entrevista coletiva em Doha.

No mês passado, o craque já tinha dito em entrevista à ESPN que a Copa de 2022 seria sua última como jogador.

Messi explicou que chega a esta edição do torneio mais maduro como pessoa e como jogador, o que o faz desfrutar mais cada momento com a seleção argentina, que está concentrada na Qatar University.

"Não sei se é meu momento mais feliz, mas sei que estou muito bem. Chego com outra idade, mais maduro. Tento aproveitar tudo ao máximo, viver com toda intensidade e desfrutar cada momento", afirmou.

"A idade te faz ver as coisas de outra maneira e dar importância aos pequenos detalhes", acrescentou.

- "Muito bem fisicamente" -

Nos últimos dias, a condição física de Messi gerou apreensão entre os argentinos. O craque realizou atividades à parte do grupo de jogadores pelo menos em dois treinos da equipe desde sua chegada a Doha.

"Eu me sinto muito bem fisicamente. Creio que chego em um grande momento, tanto no pessoal como no físico. Não tenho nenhum problema. Treinei diferenciado porque sofri uma pancada, foi por precaução, mas nada grave", explicou.

Será a Arábia Saudita um grande obstáculo para a estreia? A Argentina é a grande favorita, mas Messi adverte que o primeiro jogo de um grande torneio tem sempre "uma atmosfera especial".

"Esperamos um jogo difícil, pelo que significa o começo do Mundial. Pra muitos do grupo vai ser sua primeira Copa do Mundo. Cada um vai lidar como puder com a ansiedade e os nervos. Quando passarem os primeiros cinco minutos já iremos buscar o jogo, respeitando o adversário como viemos fazendo", afirmou.

Messi também enviou uma mensagem aos torcedores de todo o mundo que estão apoiando a Argentina.

"Tem muitas pessoas que não são argentinas e que querem que a Argentina ganhe por minha causa. Sou grato por todo o carinho recebido em toda minha carreira", finalizou.

dr/iga/cb