Com Ceni, Flamengo acerta 33% dos chutes no gol adversário; técnico garante: 'Treinar mais é impossível'

Matheus Dantas
·2 minuto de leitura


Em sua análise após a derrota por 2 a 1 para o Fluminense, na quarta, Rogério Ceni saiu em defesa da equipe, ressaltando o repertório apresentado pelo setor ofensivo diante dos números de finalizações e chances criadas sob seu comando. Tendo isto em vista, o LANCE! levantou os dados sobre os aspectos nas 11 partidas do treinador pelo Flamengo até o momento. Por exemplo, são 172 chutes (15,6 por jogo), das quais 33,13% têm a direção do gol adversário.

Os números foram levantados na plataforma SofaScore. Além dos 57 chutes certos, o Flamengo, nos 11 jogos sob o comando de Rogério Ceni, teve 69 finalizações para fora (40,12% do total), além de 46 finalizações travadas.

> Confira a tabela completa e a classificação do Campeonato Brasileiro!

Na visão de Rogério Ceni, o aproveitamento não passa pelas atividades no Ninho do Urubu. Segundo o técnico, finalizações são treinadas à exaustão.

- Uma coisa é falta de repertório, outra coisa é não finalizar. Com 19 finalizações não é falta de repertório. As bolas chegaram, bolas alçadas, tabelas, e o goleiro deles fez ótimas defesas. Treinar mais finalizações do que treinamos é impossível. Infelizmente, a bola tem teimado em não entrar - comentou Ceni após o revés no Fla-Flu, com gol sofrido nos acréscimos.

Ainda de acordo com o SofaScore, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique & Cia, nas 11 partidas com Rogério Ceni, criou 42 grandes chances, das quais converteu - ou seja, marcou gol - 12 delas, um aproveitamento de 28,57%.

As finalizações do Flamengo em 11 jogos com Rogério Ceni (via SofaScore):

172 finalizações: 57 no gol; 69 para fora; e 46 travadas

Percentualmente:​
33,13% das finalizações no gol
40,12% das finalizações para fora
26,74% das finalizações travadas

Em média:
15,6 finalizações/jogo
5,18 finalizações no gol/jogo
6,27 finalizações para fora/jogo
4,18 finalizações travadas/jogo