Com boa relação fora de campo, saiba como Fortaleza e Ceará ajudaram o crescimento do futebol cearense

·3 minuto de leitura


Nos últimos anos, o futebol cearense se reconstruiu, as maiores equipes do estado se firmaram na elite do futebol nacional e a cada temporada conseguem almejar grandes conquistas esportivas. Na próxima quarta-feira (02), Fortaleza e Ceará começam a decidir uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, em uma das maiores edições da história do Clássico-Rei.

>Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Apesar da rivalidade, os clubes cultivam uma boa relação fora dos gramados, diversos acordos comerciais foram fechados para empresas patrocinarem os clubes simultaneamente. Recentemente, as instituições anunciaram a parceria com a Zenir, a logomarca da empresa será exposta na parte frontal.

- Conseguimos fechar um acordo histórico, uma empresa local que apostou na grande paixão do povo cearense. Hoje em dia, não adianta apenas estampar o logo na camisa, sabemos a importância das ativações comerciais e vamos trabalhar em várias frentes para beneficiar a nossa torcida, maior patrimônio do clube - celebrou Marcelo Paz, presidente do Fortaleza.

Na atual temporada, outra marca já havia patrocinado as equipes e promovido ativações durante a Copa do Nordeste. Este tipo de acordo é comum no futebol brasileiro, em diversas regiões temos cidades 'divididas', com uma grande massa de torcedores para cada equipe. Renê Salviano, especialista em marketing esportivo e proprietário da HeatMap, explica a estratégia e como isso pode ter um impacto positivo para o mercado.

- Este tipo de negócio é muito interessante para os investidores, as marcas alcançam um potencial enorme de engajamento com a população local, é uma forma de aproximar os clubes. As empresas estão cada dia mais engajadas, este tipo de negócio é importante para diminuir qualquer possibilidade de rejeição e criar laços com o público-alvo’ - disse Renê sobre o mercado.

Nos uniformes, a dupla segue a mesma linha de produção, com fornecedores próprios de materiais esportivos. O Fortaleza foi um dos primeiros a investir no setor, com a criação da marca 'Leão 1918’. Já a linha do Ceará é produzida pela ‘Vozão’, a parceria profissional possibilitou uma aproximação com o torcedor e uma maior identidade com os produtos criados.

- O torcedor ama o clube e cria um vínculo com a marca por ser algo próprio, mas é essencial manter a qualidade, são clientes e devemos fazer da forma correta. Além disso, o projeto nos possibilitou uma liberdade muito maior para montar calendário de lançamentos, atender as demandas e planejar algo mais imediato quando necessário - declarou Marcelo Paz.

Com a boa gestão fora de campo, os resultados dentro das quatro linhas se tornam cada vez mais sólidos. Em 2021, estão disputando mais uma temporada na Série A do Campeonato Brasileiro. Com passagem vitoriosa pelo Ceará, Marcelo Segurado, gerente de futebol, relembra o caminho percorrido pelo Vozão para chegar ao patamar em que se encontra atualmente.

- Quando cheguei ao clube, conheci o projeto e senti que o potencial para uma reconstrução era enorme. Na minha primeira temporada, conquistamos o acesso para a primeira divisão, encerrando um longo jejum que incomodava a torcida. O Ceará possui uma estrutura completa, é bem administrado e está na disputa por grandes conquistas - afirmou Segurado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos