Com Nacho e Hulk, Atlético-MG vence o Coimbra no Mineirão

Valinor Conteúdo
·4 minuto de leitura
Jogadores do Galo comemoram o primeiro gol de Hulk (Fernando Moreno/AGIF)

O Atlético-MG venceu o Coimbra por 3 a 0, gols de Nacho Fernández, Igor Rabello e Hulk(de pênalti), pela quinta rodada do Campeonato Mineiro, nesta sexta-feira, 19 de março, no Mineirão. O resultado manteve o Galo com 100% de aproveitamento na competição, sendo o líder isolado com 15 pontos.

O Coimbra até começou bem o jogo, tendo um gol mal anulado, mas ficou sem forças para encarar o alvinegro, se contentando em evitar um placar maior, o que iria aumentar seu saldo negativo de gols. A equipe de Contagem é a lanterna da competição com apenas dois pontos em cinco jogos.

Foi o último jogo antes da parada do Estadual, que ficará sem partidas por pelo menos 15 dias, numa determinação do Governo do Estado, para ajudar no combate ao coronavírus e aliviar o sistema de saúde mineiro.

Apesar da paralisação que se inicia na segunda-feira, 22, o torcedor do Galo conseguiu ver os principais reforços do time juntos. Nacho Fernández e Hulk. E a dupla não decepcionou. Ambos marcaram gols e fizeram um jogo bom, apesar da fragilidade do rival.

Destaque para Nacho, que esteve presente em todos os gols alvinegros. Primeiro marcando, depois dando uma assistência e ainda sofrendo a penalidade convertida por Hulk. É um time que pode melhorar muito ainda, mas mostrou que tem qualidade.

Gol mal anulado do Coimbra

Em um lance rápido do ataque do Coimbra, Igor domina no peito, após rebote de Everson e faz o gol. A arbitragem enxerga toque de mão e anulou o tento. O time de Contagem começou melhor o jogo.

Coimbra ia bem no jogo, mas o Galo tem Nacho Fernández

O meia argentino deixou seu cartão de visitas ao marcar o gol que abriu o placar no Mineirão. Vargas fez grande jogada com Alonso e achou Nacho sozinho no meio da área do Coimbra. Galo na frente.

Galo mostra sua força e amplia

Nacho bate escanteio e Igor Rabello marca o segundo gol do alvinegro. A pressão inicial do Coimbra foi um lapso de bom futebol. As coisas voltaram ao normal no Mineirão.

Hulk faz o primeiro com a camisa do Galo

O Coimbra virou sparring do Galo depois que levou o primeiro gol. Como Hulk não tem nada com isso, marcou de pênalti após Nacho sofrer a falta dentro da grande área. O Galo resolveu o jogo ainda no primeiro tempo.

Nacho, Nacho e Nacho

A estreia do argentino não poderia ser melhor. Apesar de falta de ritmo de jogo, esteve presente em todos os gols do alvinegro no jogo. Marcou o dele, deu assistência para o segundo e sofreu o pênalti, que foi convertido por Hulk.

Administrando o jogo

O Atlético-MG diminuiu a velocidade do jogo e ainda contou com o recuo do Coimbra, que queria evitar um placar mais “elástico” no Mineirão. O alvinegro segue 100% no campeonato, líder absoluto. São 15 gols marcados, média de três por jogo, com apenas dois sofridos, saldo de 13.

Algo para Cuca pensar

Em 2013, o treinador do Galo tinha grandes nomes, mas a maioria em baixa no mercado da bola. Ronaldinho e Jô foram exemplos de redenção no esporte, com o título da Libertadores. Em 2020, o comandante alvinegro possui um elenco forte e peças de reposição quase no mesmo nível dos titulares. Cuca irá fazer uma boa mistura com os ingredientes que tem?

Campeonato parado

A partir de segunda-feira, 22 de março, o Estadual de Minas Gerais está paralisado em virtude da determinação do Governo do Estado, para fortalecer o combate à Covid-19, que vem assolando o sistema de saúde mineiro. Por enquanto, a volta dos jogos está prevista para 15 dias.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
ATLÉTICO-MG 3x0 COIMBRA

Data: 19 de março de 2021
Horário: 17h30 (de Brasília)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Patrick Costa Guimarães
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Breno Rodrigues
Cartões amarelos: Lucas Hipólito(COI), Jair (ATL), Carciano(COI), Junior Alonso (ATL)
Cartões vermelhos:
Gols: Nacho Fernández, aos 27’-1ºT(1-0), Igor Rabello, aos 36’-2ºT(2-0), Hulk (pênalti), aos 45’-1ºT(3-0)

ATLÉTICO-MG (Técnico: Cuca)

Everson; Mariano (Guga, aos 13’-2ºT), Igor Rabello, Junior Alonso e Dodô; Jair (Zaracho, aos 13’-2ºT), Allan (Hyoran, aos 21’-2ºT) e Nacho; Hulk, Vargas (Eduardo Sasha, aos 20’-2ºT) e Keno (Nathan, aos 31’-2ºT)

COIMBRA (Técnico: Eugênio Souza)

Jori, Filipi, Augusto, Carciano e Lucas Hipólito (Thiago, aos Balaio, aos 20’-2ºT); Kauê, Thomás, Marquinho (Klysman, aos 39’-2ºT), Bruno Rocha (Eduardo, aos 20’-2ºT), Guilherme Santos (Yuri Tanque, aos 20’-2ºT) e Igor (Valdir, aos 43’-2ºT).