Com Barty e Pliskova, Wimbledon terá duelo de novatas em final

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O torneio de simples feminino de Wimbledon terá um duelo de novatas na final. A australiana Ashleigh Barty, 25, irá enfrentar a tcheca Karolina Pliskova. A duas disputam a decisão do Grand Slam inglês pela primeira vez na carreira.

Neste ano, Wimbledon foi ingrato com seus campeões veteranos. Dona de sete títulos na grama inglesa, Serena Williams, 39, abandonou logo na estreia, após sofrer sofrer lesão na partida contra Aliaksandra Sasnovich. Já Roger Federer, 39, que triunfou oito vezes em Wimbledon, acabou derrotado nas quartas de final pelo polonês Hubert Hurkacz. Ele tentava se tornar o tenista mais velho a chegar à semifinal na grama inglesa.

Na semifinal desta quinta-feira (8), Barty derrotou a alemã Angelique Kerber por 2 sets a 0 (parciais de 6/3 e 7/6). A rival era a única semifinalista que já havia vencido o torneio de simples de Wimbledon. Foi campeã em 2018. Barty, atual número um do mundo, tinha como melhor campanha ter chegado à quarta rodada em 2019.

A australiana contou com a força do saque para bater a alemã. Ela obteve oito aces contra nenhum da rival. Foi em um saque não defendido por Kerber que Barty fechou o primeiro set. No set seguinte, a alemã conseguiu quebrar o saque da rival e chegou a abrir 3 a 0. A australiana reagiu, mas teve que se salvar de uma desvantagem de 5 a 3 e, com uma quebra e a confirmação do saque para igualar o duelo. A disputa acabou indo para o tie-break, quando Barty mostrou domínio e conseguiu a vitória.

A outra semifinal, entre a Pliskova e a bielo-russa Aryna Sabalenka, foi mais acirrada. A tcheca venceu por 2 sets a 1 (parciais de 5/7, 6/4 e 6/4). Atual 13ª do ranking mundial, Pliskova nunca havia passado da segunda rodada anteriomente em Wimbledon. Na semifinal, após perder o primeiro set no tie-break, ela conseguiu se recuperar e virou o jogo. Na decisão, a tenista tenta conquistar seu primeiro título em Grand Slam. Pliskova tem no currículo a final do Aberto dos EUA de 2016, quando acabou derrotada pela alemã Angelique Kerber. Barty, por sua vez, venceu Roland Garros em 2019, seu único triunfo na série de torneios mais importante do tênis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos