Com aval de John Textor, Botafogo retorna com categorias de base no futebol feminino

Equipe profissional feminina do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)


O Botafogo voltou a ter atividade nas categorias de base do futebol feminino. Sob a batuta de John Textor, investidor que comprou 90% das ações do clube, o Alvinegro tem um time sub-20. O elenco, inclusive, tem até mesmo torneio marcado e calendário definido.

+ Willian Arão, do Flamengo, perde na Justiça e dívida com o Botafogo alcança R$ 5,5 milhões

É o retorno das atividades de base femininas no Botafogo após praticamente um ano. Em maio de 2021, durante uma drástica redução de gastos realizada durante a Série B, a diretoria resolveu acabar com a equipe sub-18 da categoria.

Com o guarda-chuva da SAF, o investimento para um time de base no futebol feminino voltou a ser possível. A comissão técnica já está definido e o Botafogo começou a anunciar as primeiras jogadoras da equipe nesta quinta-feira. A volante Kamila, ex-Internacional, e a atacante Sabrina, ex-Corinthians, foram oficializadas.

O restante da equipe será confirmado durante a semana. O Botafogo vai jogar o Campeonato Brasileiro sub-20. O Alvinegro está no Grupo F, ao lado de Santos, ESMAC e Ceará. A estreia será na próxima quarta-feira contra o Peixe.

A equipe principal feminina do Botafogo também segue. O Alvinegro foi rebaixado no último Brasileirão e terá como objetivo o retorno à elite em 2022. O futebol feminino também está entre os itens sob o controle da SAF.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos