Com ataque poderoso, Palmeiras pode bater marca histórica na Libertadores

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


O Palmeiras enfrenta, na próxima terça-feira (05), o River Plate, pela semifinal da Copa Libertadores da América. O embate entre as equipes marca, além da disputa pela vaga na final da competição, a luta pelo melhor ataque do torneio.

>> Com Neymar apenas na 9ª posição, veja como ficou o The Best!

O Verdão anotou até o momento 29 gols e o River Plate, 31. Sendo assim, o maior campeão nacional precisa anotar dois tentos para igualar a marca atingida pela equipe argentina.

Além disso, o Alviverde pode superar uma marca histórica: em 2000, o time balançou as redes 32 vezes durante a campanha do vice-campeonato da Libertadores, sendo este o melhor desempenho ofensivo da história do clube na competição.

>> Simule as semifinais da Libertadores 2020

Com isso, os jogadores comandados por Abel Ferreira estão há três tentos de distância deste feito que dura 20 anos, dado que o time anotou 29 gols na atual edição.

>> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2020

O Palmeiras tem também uma média que impressiona, sendo esta a maior do clube na história do torneio, com 2,9 gols por partida. A segunda maior média alviverde foi em 1979, com 2,5. Em 2000, ano em que a equipe teve o seu melhor desempenho ofensivo, a média foi de aproximadamente 2,29.

Na atual temporada, o setor defensivo também é excelente. Sendo vazado apenas quatro vezes em toda a competição (média de 0,4) , o Verdão conta com a sua melhor defesa em toda a história da Libertadores. Se sofrer um gol, porém, igualará a marca de anos anteriores, como 2019 (média de 0,5), 1974 (média de 0,83) e 1961 (média de 0,83).

O Palmeiras entra em campo na próxima terça-feira (05), às 21h30 (horário de Brasília), contra o River Plate, pela primeira partida da semifinal da Libertadores. O jogo de volta será disputado no dia 12 de janeiro.