Com 'raiva', Atlético-MG recebe o Libertad por reabilitação

Após perder no Paraguai, Galo precisa da vitória no Independência para permanecer na zona de classificação às oitavas 

Com uma derrota e um empate em três jogos na Libertadores, o Atlético-MG tem um sentimento diferente para tentar a vitória pela quarta rodada, nesta quarta-feira, às 19h30, no Independência: a raiva. É o que garante o lateral-direito Marcos Rocha.

De acordo com o camisa 2, os paraguaios estão engasgados desde o jogo de ida, na última quinta-feira, quando houve muita 'catimba'.

- Será um jogo diferente. Tínhamos nos preparado para fazer grande jogo, mas, infelizmente, a chuva atrapalhou nosso jogo. Temos um time leve e tivemos que fazer jogadas aéreas. Aquela raivinha que ficou daquele jogo está guardada. Vamos tentar fazer aquele gol antes dos 15 minutos para termos o controle do jogo - opinou o lateral, antes de completar:

- Queríamos fazer um grande jogo, mas o campo estava horrível, com muita chuva. A equipe deles caindo, catimbando, porque conseguiu o 1 a 0, e nós gostamos de jogar. Equipes sul-americanas, quando abrem o placar, acabam catimbando. Isso criou um pouco de raiva e ela vai fundamental para pressionarmos e fazermos um bom placar - finalizou.

O Atlético-MG está em segundo no grupo 6, com quatro pontos, a mesma do Libertad, e a três do líder Godoy Cruz, que na próxima quinta-feira visita o Sports Boys, na Bolívia, às 21h45. Se vencer por um gol de diferença, o alvinegro mineiro empata em saldo de gols, mas fica na frente dos argentinos no quesito gols pró.

Fred joga

Sem sentir dores nos treinos da última segunda e da última terça-feira, o atacante Fred é um reforço importante. Ele deixou o jogo do Paraguai com dores na coxa direita e e está entre os 23 relacionados.

Libertad entrosado


O Libertad aterrissa no Brasil com uma injeção de ânimo justamente por ter derrotado o Atlético-MG, adversário de hoje, na última semana. Agora, a missão é dentro do temido Independência, forte trunfo do Galo.

Para beliscar pontos em Belo Horizonte, o técnico espanhol Fernando Jubero deve repetir a escalação da equipe que derrotou o time brasileiro por 1 a 0, no esquema 4-5-1, que também vem sendo utilizado no Campeonato Paraguaio, onde lidera, com quatro pontos de vantagem para o segundo colocado.

Criticada, a postura da equipe de Roger Machado deve ser bastante alterada para o confronto direto por uma vaga, já que ambos estão com quatro pontos. Aos 35 anos, o veterano atacante Salcedo falou sobre as pretensões do Libertad no Horto.

- Vamos para o jogo com a expectativa de ter uma grande exibição. Vai ser o quarto jogo, ainda não decisivo, mas muito importante para o que pretendemos. Será muito importante somar. Tomara que seja um jogo parecido e que possamos vencer novamente - disse Salcedo, que já soma 11 gols em 14 jogos em 2017.

Diferente do Atlético-MG, o Libertad joga descansado, uma vez que o duelo com o Deportivo Capiatá, que seria realizado neste fim de semana pelo Torneio Apertura, foi adiado.

Provável Atlético-MG: Victor, Marcos Rocha, Gabriel e Leonardo Silva e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Otero e Maicosuel; Fred e Robinho. Téc: Roger Machado.

Provável Libertad: Muñoz; Benítez, Cardozo, Alcaraz e Candia; Ramírez, Giménez, Medina, Aquino e Lucena; Salcedo,Técnico: Fernando Jubero




























E MAIS: