Com Ansu Fati de volta, Espanha anuncia sua lista de convocados para Copa do Mundo

A volta do jovem Ansu Fati, do Barcelona, é a principal novidade da Espanha para a Copa do Mundo do Catar, na lista de convocados anunciada nesta sexta-feira pelo técnico Luis Enrique Martínez.

"Era uma das dúvidas até o último minuto", admitiu Luis Enrique durante uma coletiva de imprensa.

O atacante do Barça havia sido convocado pela seleção espanhola em junho passado para as partidas da Liga das Nações, na qual não jogou, mas não esteve presente na última convocação em setembro passado.

O último jogo em que Fati atuou com a camisa da Espanha remonta ao dia 13 de outubro de 2020 (na Liga das Nações) na derrota de 1 a 0 para a Ucrânia, após o qual ele entrou em uma espiral de lesões que o afastaram de campo por um longo tempo e prejudicaram sua atuação.

"O nível de futebol de Ansu Fati é inquestionável, mas ele passou por um processo difícil", explicou o técnico espanhol, antes de acrescentar que seu retorno à La Roja "influenciou a esperança que tenho de recuperar a melhor versão dele".

Outro atacante que volta é Dani Olmo do Leipzig, depois de perder a janela internacional de setembro devido a uma lesão.

- Jovens e veteranos -

O técnico espanhol decidiu levar o máximo de 26 jogadores porque não terá que descartar nenhum nas partidas.

"Ter mais jogadores no banco implica que levamos mais dois atacantes", disse o treinador.

Junto a Fati, em um grupo repleto de jovens, também estão as joias Gavi e Pedri, a dupla de meias do Barcelona, de 19 e 18 anos.

"Temos a experiência como grupo, está consolidado. É muito jovem, mas não é um problema, também temos veteranos e essa mistura é muito interessante", garantiu Luis Enrique.

Entre os veteranos continua marcando presença o capitão Sergio Busquets, último representante da seleção que venceu a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, e o lateral-esquerdo Jordi Alba, porém outras figuras cujo retorno foi especulado, como Sergio Ramos e até mesmo o recém aposentado Gerard Piqué, ficaram de fora.

"O meu objetivo é convencer o 'Bus' (Busquets) a jogar mais um Mundial", disse o treinador espanhol, sobre o meia do Barça, de quem afirmou que "não vejo melhor pivô do que o 'Busi' para jogar o que queremos jogar".

Depois de chegar às semifinais da última Eurocopa, em que perdeu para a Itália nos pênaltis, e à final da última Liga das Nações, onde foi derrotada pela França, a Roja quer agora o bicampeonato mundial.

- 'Até o infinito' -

"Meu limite é o infinito", garantiu Luis Enrique. "Vamos guerrear no Catar" prometeu o técnico espanhol.

Por outro lado, evitou comentar as polêmicas em torno dos direitos humanos no emirado.

"É uma Copa do Mundo, é o evento mais importante, foi decidido na Fifa apesar de todas as controvérsias. Estou muito feliz por representar meu país onde for necessário", disse Luis Enrique.

"No meu caso, sou treinador, não conserto as coisas, não sou político, não tenho poder de decisão, foco no futebol, espero que a qualidade de vida de todas as pessoas possa ser melhorada no mundo, mas repito, esse não é o meu tema", concluiu.

A 'Roja' chegará ao Catar no dia 18 de novembro, depois de disputar a última partida preparatória contra a Jordânia, em Amã, no dia anterior.

A Espanha, que está no grupo E da Copa do Mundo, iniciará sua jornada na competição no dia 23 de novembro contra a Costa Rica, antes de enfrentar a Alemanha em 27 de novembro e fechar a fase de grupos contra o Japão em 1º de dezembro.

--- Lista de convocados da Espanha para a Copa do Mundo do Catar-2022:

Goleiros: Unai Simón (Athletic Bilbao), Robert Sánchez (Brighton/ING), David Raya (Brentford/ING).

Defensores: Aymeric Laporte (Manchester City/ING), José Luis Gayá, Hugo Guillamón (Valencia) Jordi Alba, Eric García (Barcelona), Pau Torres (Villarreal), César Azpilicueta (Chelsea/ING), Dani Carvajal (Real Madrid).

Meio-campistas: Rodrigo Hernández (Manchester City/ING), Koke Resurrección, Marcos Llorente (Atlético de Madrid), Sergio Busquets, Pedri, Pablo Martín Paéz Gaviria 'Gavi' (Barcelona), Carlos Soler (Paris Saint-Germain/FRA).

Atacantes: Pablo Sarabia (Paris Saint-Germain/FRA), Nico Williams (Athletic de Bilbao), Álvaro Morata (Atlético de Madrid), Yeremy Pino (Villarreal), Ferrán Torres (Barcelona), Marco Asensio (Real Madrid), Dani Olmo (Leipzig/ALE), Ansu Fati (ESP)

gr/iga/aam