Com Aguirre na mira, Corinthians pode voltar a ter um treinador estrangeiro após 16 anos

·2 minuto de leitura


O Corinthians abriu negociações com o técnico Diego Aguirre na última sexta-feira (21). Caso o desfecho das tratativas for positivo entre as partes, o Timão voltará a ser treinado por um estrangeiro após 16 anos.

O último treinador corintiano que não era brasileiro foi o argentino Daniel Passarella, contratado em março de 2005, depois da demissão de Tite, em sua primeira passagem pelo Corinthians. Daniel foi dispensado dois meses depois da sua chegada, após problemas internos, tendo comandado o Alvinegro em apenas 15 jogos. Desde então, 18 técnicos diferentes dirigiram o Timão - três deles mais de uma vez: Mano Menezes, Tite e Fábio Carille.

Diego Aguirre é uma exceção para uma cautela que a diretoria corintiana possui, o tempo de adaptação de um profissional estrangeiro no cargo. Como entre 2015 e 2018 dirigiu três equipes brasileiras, Internacional, Atlético-MG e São Paulo, o treinador conhece o futebol no país.

>> Confira a tabela do Brasileiro e simule os jogos do Timão

Histórico de estrangeiros

Caso o negócio seja confirmado, Aguirre será o 12ª ‘gringo’ e terceiro uruguaio ua dirigir o Timão. Antes dele, Pedro Mazzulo, primeiro técnico corintiano na ‘Era Profissional’, entre 1933 e 1934, e Dario Pereyra, em 2001, trabalharam no time do Parque São Jorge. O primeiro com 31 jogos pelo Timão, já o segundo apenas seis. Nenhum deles conquistou títulos.

O último técnico estrangeiro campeão pelo Corinthians foi o italiano Virgílio Montarini, que conquistou o Paulistão de 1930, ainda na ‘Era Amadora’. Antes dele, apenas o espanhol Casemiro González levantou um caneco, o Estadual de 1914.

Portanto, se confirmando a chegada de Diego Aguirre ao Timão e ele conquiste um título, será a primeira vez que o Alvinegro do Parque São Jorge se sagrará vencedor de um campeonato na ‘Era Profissional’ sob o comando de um estrangeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos