Com 51 atletas, Brasil anuncia time do atletismo que vai à Olimpíada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* Rio de Janeiro, RJ,BRASIL, 20 - 05- 2015 - Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* Rio de Janeiro, RJ,BRASIL, 20 - 05- 2015 - Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com 51 nomes, a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) anunciou nesta quinta-feira (1º) a equipe do país que vai à Olimpíada de Tóquio. Os números de 31 homens e 21 mulheres são superiores aos dos Jogos de Londres-2012 e Pequim-2008, quando o Brasil levou 36 e 45 competidores, respectivamente.

A marca, no entanto, é inferior à da Rio-2016 (67), mas o evento aconteceu no Brasil, o que permitiu um maior número de representantes.

Embora prometa dar um tratamento igualitário para todos, a CBAt admitiu que uma "atenção especial" é oferecida aos que têm chances reais de medalha.

"O que está marcando nosso trabalho é a meritocracia. Vamos organizar para que os atletas tenham tratamento igualitário, mas alguns estão com atenção especial na sua preparação e isso vai continuar em Saitama [onde será feito o período de aclimatação] e na Vila Olímpica", disse Claudio Castilho, que será chefe da missão em Tóquio.

Ele não quis se comprometer com uma metas, mas afirmou que o alto número de atletas deixa o Brasil "mais perto da zona de medalhas".

Em 2016, o país conquistou ouro com Thiago Braz, no salto com vara. Ele estará presente em Tóquio.

O alto número também se deve às duas formas de classificação adotadas para os Jogos deste ano e pelos problemas de calendário causados pela pandemia da Covid-19. Além do índice olímpico de cada prova, atletas puderam ser chamados de acordo com suas posições no ranking mundial.

Inicialmente, foram anunciados 52 convocados, mas Fernanda Borges, do lançamento do disco, teve uma suspensão provisória por doping divulgada também nesta quinta pela Unidade de Integridade do Atletismo e acabou cortada. Segundo a confederação, a notificação oficial chegou após a divulgação da lista. A substância proibida encontada em um exame realizado em maio é o ostarine, um modulador metabólico.

Em 2019, ela foi medalhista de prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima e sexta colocada no Mundial.

A delegação olímpica brasileira para Tóquio já ultrapassou o número de 300 vagas confirmadas, um recorde para edições realizadas fora do país.

*

VEJA A LISTA DO ATLETISMO BRASILEIRO

MASCULINO

Aldemir Gomes Junior – 200 m

Alexsandro Melo – salto triplo e salto em distância

Alison dos Santos – 400 m com barreiras

Almir Cunha dos Santos – salto triplo

Altobeli da Silva - 3000 com obstaculo

Anderson de Freitas Henrique - revezamento 4x400 m misto

Augusto Dutra – salto com vara

Caio Bonfim – 20 km marcha atlética

Daniel Chaves – maratona

Daniel Nascimento – maratona

Darlan Romani - arremesso do peso

Derick de Souza - revezamento 4x100 m

Eduardo de Deus – 110 m com barreiras

Felipe Bardi - 100 m e revezamento 4x100 m

Felipe dos Santos – decatlo

Fernando Ferreira - salto em altura

Gabriel Constantino - 110 m com barreiras

Jorge Henrique da Costa Vidis - 200 m e revezamento 4x100 m

Lucas da Silva Carvalho - 400 m e revezamenro 4x400 m misto

Lucas Gomes Mazzo - 20 km marcha atlética

Marcio Telles - 400 m com barreiras

Matheus Gabriel Correa – 20 km marcha atlética

Paulo André de Oliveira – 100 m, 200 m e revezamento 4x100 m

Paulo Roberto de Almeida Paula – maratona

Pedro Luiz Burmann - revezamento 4x400 m

Raphael Henrique Pereira - 110 m com barreiras

Thiago Julio Moura - salto em altura

Rodrigo Nascimento - 100 m e revezamento 4x100 m

Samory Uiki – salto em distância

Thiago André – 800 m

Thiago Braz – salto com vara

FEMININO

Ana Carolina Azevedo - 200 m e revezamento 4x100 m

Ana Claudia Lemos - revezamento 4x100 m

Andressa Morais – lançamento do disco

Bruna Jéssica de Oliveira - revezamento 4x100 m

Chayanne da Silva – 400 m com barreiras

Eliane Martins - salto em distância

Érica Sena – 20 km marcha atlética

Geisa Arcanjo - arremesso do peso

Geisa Muniz Coutinho - revezamento 4x400 m misto

Izabela Rodrigues da Silva - arremesso do disco

Laila Ferrer - arremesso do dardo

Jucilene Sales de Lima - arremesso do dardo

Ketley Batista - 100 m com barreiras

Núbia Soares – salto triplo

Rosângela Santos- 100 m e revezamento 4x100 m

Simone Ponte Ferraz - 3000 m com obstáculos

Tabata Vitorino - revezamento 4x400 m misto

Tatiane Rquel da Silva - 3000 m com obstáculos

Tiffani Marinho - 400m e revezamento 4x400 m misto

Vitória Rosa – 200 m rasos

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos