Com 145 votos a um, conselho aprova contas do São Paulo em 2016

Bruno Grossi
Em reunião extraordinária no Morumbi, exercício financeiro do clube na última temporada foi analisado e votado por conselheiros. Balanço precisa ser publicado até o fim de abril

Em reunião extraordinária realizada na noite da última quinta-feira no Morumbi, o conselho deliberativo do São Paulo aprovou o exercício financeiro do clube em 2016. Foram 145 votos favoráveis à aprovação das contas contra apenas um contrário.

Havia expectativa de um encontro tenso entre situação e oposição, já que a reunião foi a última antes da eleição presidencial. O pleito está marcado para 18 de abril, entre o atual mandatário, Carlos Augusto de Barros e Silva, e o bicampeão mundial em 1992 e 1993, José Eduardo Mesquita Pimenta.

A oposição, que apresentou poucos conselheiros na reunião, ameaçava reclamar da forma como a gestão trata as dívidas do clube, alegando que a redução anunciada é falsa e que o rombo, na verdade, teria aumentado em relação a 2015.

Os situacionistas explicam que os números frios aparecem maiores devido a passivos como o bônus pago pela TV Globo por direitos de transmissão ou porcentagens de vendas de atletas que precisam ser repassadas a terceiros.

Com as contas de 2016 aprovadas, o São Paulo agora tem até 30 de abril para publicar o balanço referente ao último ano.







E MAIS: