Coluna: público de domingo entra no Top 6 da Arena Corinthians; demissão no Peixe; Ponte; Gabigol...

Jorge Nicola
Mosaico feito por parte dos 43 mil corintianos no domingo (Rodrigo Vessoni/Meu Timão)

Os 43.008 pagantes que assistiram ao empate com o São Paulo garantiram ao Corinthians o sexto maior público da história de sua arena em jogos do time. O recorde segue com outro Majestoso, aquele da festa pelo título do Brasileirão de 2015, quando 44.976 pessoas pagaram para ver a goleada por 6 a 1.

Os duelos contra Coritiba (43.688), Flamengo (43.515), Avaí (43.389) e Nacional-URU (43.098) foram os únicos que levaram mais gente. Nenhum desses jogos, porém, ocorreu em 2017. Além de ser o maior público do ano, o triunfo nas semifinais do Paulistão diante do Tricolor ainda registrou a melhor renda liquida, de R$ 1,8 milhão.

O Corinthians é dono da terceira melhor média de público do Brasil em 2017, só atrás de São Paulo e Palmeiras. São 23.919 pagantes por jogo, com 53% da taxa de ocupação e R$ 46 de preço médio do ingresso.

MAIORES PÚBLICOS DA ARENA:
1º Corinthians 6 x 1 São Paulo: 44.976 pagantes
2º Corinthians 2 x 1 Coritiba: 43.688
3º Corinthians 1 x 0 Flamengo: 43.515
4º Corinthians 1 x 1 Avaí: 43.389
5º Corinthians 2 x 2 Nacional (URU) 43.098
6º Corinthians 1 x 1 São Paulo 43.008

Folga forçada:
Eliminado do Paulistão e da Copa do Brasil na última semana, o São Paulo terá um intervalo de 17 dias até o próximo jogo, contra o Defensa y Justicia, em 11 de maio. Até por isso, Rogério Ceni deu dois dias de folga ao elenco.

Retornos:
Araruna, Bruno e Sidão estarão de volta ao Tricolor até o retorno do time às partidas oficiais. O trio se recupera de lesão. Já Wellington Nem, que passou por uma artroscopia, precisará de mais algumas semanas para jogar.

Custo-benefício…
O presidente santista Modesto Roma contou aos mais próximos que demitiu José Carlos Peres na semana passada do cargo de gerente de marketing internacional pelo baixo aproveitamento do dirigente, que havia sido o 2º mais votado na última eleição presidencial.

…horroroso
Ainda de acordo com o Santos, Peres só conseguiu arranjar um amistoso contra o Cosmos em pouco mais de um ano no cargo. Detalhe importante: ele tinha salário de R$ 35 mil por mês.

Da água pro vinho:
Finalista do Paulistão, o elenco da Ponte Preta vivia uma realidade bem menos glamourosa cerca de um mês atrás. Depois do empate em 3 a 3 com o Santo André, no ABC Paulista, o time quase apanhou dos próprios torcedores em uma emboscada preparada no Majestoso.

Mariano por Gabigol:
Interessado em Mariano, a Inter de Milão já sugeriu ao Sevilla que fique com o também brasileiro Gabigol por empréstimo de uma temporada. A possibilidade de se mudar para a Espanha agrada ao ex-atacante santista.

Borja x Willian:
O atacante Borja tem sido cornetado pela torcida, mas apresenta números melhores do que Willian Bigode, com quem concorre pela condição de camisa 9. O colombiano tem média de 0,36 gol por jogo após quatro gols em 11 jogos. Já Willian apresenta média de 0,3 gol com seis gols em 20 jogos. Os dois têm duas assistências.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: