Coluna: promessa do São Bernardo está na mira de oito clubes grandes

Jorge Nicola
Samuel chamou a atenção após três partidas na Copa São Paulo de juniores (Arquivo pessoal)

 

O meia-atacante Samuel, de 17 anos, ainda nem estreou pelo time profissional do São Bernardo, mas já conseguiu chamar a atenção de oito clubes grandes do país durante a Copa São Paulo de juniores. “Recebemos ligações de Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Internacional, Grêmio, Atlético-MG e Cruzeiro”, explica Thiago Ferreira, presidente do São Bernardo.

Bahia, Criciúma e Coritiba também pediram informações do jogador de forma informal. O mais curioso é que Samuel nunca passou pelas categorias de base de time algum – ele foi descoberto recentemente em uma peneira no ABC paulista. Detalhe: o meia só completou 17 anos dois meses atrás.

Logo após a Copinha, Samuel renovou seu contrato até outubro de 2019 e ouviu a promessa de que será inscrito no Paulistão. Ele está treinando no elenco profissional, apesar de ter idade para disputar mais três edições da Copinha. “Ele é diferente. Tem um talento natural impressionante”, explica Hugo Garcia, empresário do menino e de Jonas, Gabriel Paulista, Paulo André…

Lucão…
São Paulo e Vitória avançaram na negociação que pode levar Lucão por empréstimo para Salvador. Mas Jeferson Silva, tio e empresário do zagueiro, anda chateado com a condução da transferência.

…no Vitória?
“Três pessoas já me ligaram dizendo que falavam em nome do Vitória, mas, se o clube de fato quer o jogador, que mande um diretor entrar em contato”, justifica Jeferson, admitindo que o negócio pode interessar a Lucão. “Ele quer jogar.”

Casa santista…
Prefeito de São Paulo, João Dória Júnior disse durante uma viagem ao Catar que Santos e Flamengo usarão com muita frequência o Pacaembu nos próximos anos. De fato, existem conversas entre o município e as diretorias dos dois clubes.

…na Capital
Porém, a cúpula santista anda ressabiada com a prefeitura. É que Dória prometeu ajudar com as burocracias, mas o Peixe já teve seu primeiro pedido negado: o clube queria a colocação de fibra ótica e catracas inteligentes. Precisou achar um parceiro para instalá-las.

Sem facilidade:
O Santos ainda reclama que há uma série de amarras no aluguel do Pacaembu. O clube não tem direito a usar os camarotes, ganha poucas vagas de estacionamento, não pode explorar as lanchonetes do estádio…

Lucro minguado:
O Corinthians faturou apenas R$ 125 mil com a bilheteria da vitória sobre o Novorizontino, na quarta-feira. É a menor receita líquida em um jogo alvinegro desde que a arena foi inaugurada, em 2014. A partida também marcou o pior público: 11.708 pagantes.

Grana lusitana:
A vitória sobre o Uniclinic garantiu R$ 250 mil à Portuguesa. É esse o valor prometido pela CBF aos clubes fora da elite nacional pela passagem à segunda fase da Copa do Brasil. Se eliminar o Boavista na próxima quarta-feira, a Lusa garantirá mais R$ 315 mil.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: